Comprar pela internet é uma prática cada vez mais comum entre os brasileiros. Em uma pesquisa realizada pela E-bit, empresa especializada em informações sobre e-commerce, foi constatado que o comércio virtual cresceu 26% no primeiro semestre de 2014 em relação ao mesmo período no ano passado. É por esse motivo que, nos últimos anos, o mercado tem percebido uma franca expansão do segmento, com empresas cada vez mais ativas e prósperas. Para o empreendedor, essa é uma excelente oportunidade de negócios.

No entanto, antes mesmo de começar a investir na área, é importante salientar que algumas análises devem ser feitas, de modo que os melhores benefícios sejam extraídos e todos os processos internos, principalmente os ligados a montagem de estoques e distribuição de mercadorias, sejam otimizados. Para começar, devemos saber qual será o produto comercializado. Nesse post, vamos abordar um pouco sobre essa questão, através da escolha de um nicho ou de um mercado mais abrangente. Confira!

Nicho ou abrangência: O que escolher?

Antes de mais nada é importante salientar que essa escolha não é totalmente subjetiva, mas, sim, uma escolha que deve ser feita racionalmente. Muitos microempreendedores que começam na área do e-commerce cometem o erro de ofertarem de tudo um pouco, de modo a conseguir atrair um público igualmente abrangente. O problema? Além de ser possível perceber uma mudança na postura do consumidor, que tem preferido optar por lojas especializadas, a logística organizacional ficará comprometida, uma vez que o dono do negócio, que acumula diversas funções, terá que lidar com inúmeros fornecedores.

Por isso, opte por um tipo de produto como carro-chefe, em vez de dez. Ganhe na qualidade, e não na quantidade. Além de facilitar todo o planejamento de marketing, de vendas, e a negociação com fornecedores – em menor escala –, o empreendedor desenvolverá um know how mais apurado sobre o seu mercado. O que muitas empresas têm feito na área é procurar estabelecer uma gestão por projeto, em que determinados nichos são explorados, individualmente, com o crescimento.

Quesitos fundamentais de escolha: Concorrência, valor agregado e frequência de compra

A grande vantagem para o empreendedor que pretende investir na área de e-commerce é que, atualmente, ele pode contar com inúmeros nichos de mercado. Desta forma, é importante avaliar três quesitos primordiais antes de abrir as portas virtuais. O primeiro deles é a concorrência. Antes de tudo, avalie quem são os players, e identifique qual fatia de mercado pertence a cada um deles. Em um segmento saturado, certamente as dificuldades serão maiores.

Feito isso, verifique se o produto escolhido possui valor agregado, isso porque, na maioria dos casos, as grandes empresas do segmento possuem um diferencial competitivo muito grande, que são os preços, por esse motivo é importante apostar na qualidade. Por fim, pequenas e médias empresas precisam de uma certa previsibilidade de entradas, desta forma, é importante verificar se o produto escolhido é acessível ao público e se satisfaz alguma necessidade básica.

Pronto para começar a mudar as coisas no seu e-commerce! Para torná-lo produtivo, é importante compreender as limitações do seu negócio!

Para acompanhar mais dicas confira nossa série de posts sobre ecommerce:
Ecommerce #2: como abrir e registrar seu ecommerce

Se você ficou perdido em alguma dica e tem alguma dúvida, entre em contato com a Syhus. Nós oferecemos  um tira-dúvidas gratuito. 

Está começando o Ecommerce? A Syhus disponibilizou gratuitamente o e-book “Os principais desafios de um Ecommerce” para download e ajudar no processo.

Cristiano Freitas
Equipe Syhus

Comentários