Agora que você já conhece mais sobre ecommerce, compreende sua importância e relevância para qualquer tipo de negócio, está na hora de saber um pouco mais. Antes mesmo de dar o pontapé inicial em sua loja online, alguns pontos precisam ser analisados.

Abrir um ecommerce não é a mesma coisa que criar um blog. Abra o WordPress, crie uma conta, escolha o nome, o tema e pronto, bem-vindo.

Se você achou que era assim, me desculpe pelo balde de água fria.

Apesar disso, fique tranquilo. Logo você estará ciente de todos os requisitos necessários para sua loja virtual entrar no ar sem ter problemas no futuro!

Primeiros passos

Caso você esteja criando uma nova loja do zero, é necessário o registro da marca para que não ocorram incidentes desagradáveis. Mas se você já possui uma loja física e pretende expandir seu mercado para o mundo digital, fica mais fácil.

Assim como uma loja comum, você precisará de um CNPJ para poder emitir notas fiscais para clientes e fornecedores. A partir do momento que seu ecommerce começar a vender, você também contribuirá com os impostos, principalmente com o ICMS. Bem como outras obrigações fiscais, empresas virtuais deverão se regularizar nos seguintes pontos antes de iniciar suas atividades:

  • Registro na Junta Comercial
  • Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica – CNPJ
  • Secretaria da Fazenda Estadual
  • Inscrição na Prefeitura Municipal

Escolha o melhor tipo societário

A tributação que incidirá sobre sua loja virtual dependerá exclusivamente do tipo societário que você optar por escolher. A seguir explicaremos cada um dos modelos que cabem para empresários de ecommerce.

A legislação brasileira possui 2 tipos de sociedade mais comuns que você pode optar, que são:

  • Sociedade Anônima
  • Sociedade Limitada.

Sociedades Anônima e Limitada são as opções mais comuns dos empresários brasileiros por limitar a responsabilidade dos sócios em relação às obrigações assumidas pela empresa e pela sua forma de constituição.

Normalmente, pequenas e médias empresas não são aconselhadas a optar pela Sociedade Anônima, este modelo se adequa melhor nas grandes empresas por ser mais complexo e possuir um custo operacional maior. Se você está começando agora um negócio pequeno, a Sociedade Limitada provavelmente é uma opção melhor para você, mas converse com seu contador ante de tomar qualquer decisão.

Estes são os primeiros passos necessários para registrar e começar um ecommerce. Negligenciar o devido registro, formato de tipo societário e outras demandas legais pode se tornar uma bela dor de cabeça, e voltar para assombrar sua empresa no futuro. Abrir um negócio seja ele dentro ou fora do ambiente online sem as devidas providências legais tomadas pode te fazer ter problemas com fornecedores, clientes e pagamentos.

A melhor maneira de começar uma loja online de forma segura e correta é seguindo os passos legais. Afinal de contas, você quer lucrar com a loja e não ter prejuízo!

Acompanhe a série de posts sobre ecommerce:
Ecommerce #1: escolhendo o produto
Ecommerce #3: principais cuidados

Agora é sua vez. Você já passou por essa situação e gostaria de contar para nós como foi o processo ou mesmo se está começando a trilhar este caminho, entre em contato com a Syhus.

Nós também oferecemos  um tira-dúvidas gratuito. 

Está começando o Ecommerce? A Syhus disponibilizou gratuitamente o e-book Gestão financeira para modelos de negócio Web para download e ajudar no processo.

Cristiano Freitas
Equipe Syhus

 

[contact-form-7 404 "Not Found"]

Comentários