Nenhuma palavra representa melhor o que é preciso para um empreendedor ter sucesso do que “planejamento”. Desde o momento em que a ideia ainda é embrionária, é preciso planejar para evitar percalços no árduo, porem gratificante, processo de criação da própria empresa.

Ocorre que muitos empresários dão pouca atenção ao planejamento financeiro, baseando-se na premissa de que “ninguém consegue prever o futuro” ou de que “os dados nunca são precisos”. Mas a verdade é que para a evoluçao de seu negócio é extremamente importante trabalhar suas projeções financeiras, seja para ajudar a conseguir um investimento, seja para evitar que o dinheiro acabe antes do esperado.

Mas como fazer um planejamento financeiro? Vamos apresentar o que é preciso fazer de forma básica e, em seguida, daremos dicas e estratégias sobre o assunto.

Determine qual será a sua margem de lucro por unidade

Sua margem de lucro é profundamente relevante. Qual é o seu custo de produção e a quanto você deveria vender seu produto ou serviço para o seu negocio prosperar? A verdade é que essa margem deve ser de ao menos 40%, caso contrário os custos operacionais, de marketing e vendas podem virar grandes problemas.

Estime o seu volume de vendas

Não basta dizer que sua empresa terá um percentual “x” ou “y” do mercado. É fundamental que a estimativa seja um compromisso com metas críveis, mas sempre o mais audaciosas possível. Caso você já esteja no mercado, faça uma análise do crescimento mensal e projete suas vendas de acordo com os valores analisados, sempre adicionando outras ponderações, como diminuição do custo de aquisição de clientes, multiplicadores orgânicos/virais e outros fatores que possam influenciar no aumento de suas vendas.

Faça uma projeção de gastos fixos e variáveis

Pense muito bem sobre quanto você realmente gastará para mover o seu negócio. Há gastos com consultorias, escritório, processos burocráticos, legais, tributos, contratação de pessoal, divulgação, marketing, aluguéis. E ainda há milhares de outros dependendo do tipo de empresa ou setor de atuação. Nenhuma empresa terá um futuro promissor caso sempre se depare com custos nunca previstos.

Entenda o seu fluxo de caixa e projete seu ponto de equilíbrio

Nada é mais importante para saber da saúde de sua empresa do que o fluxo de caixa. Controle e projete o seu com o objetivo de chegar ao ponto de equilíbrio, ou seja, o momento em que as suas receitas se igualam às suas despesas. Levando em consideração a sua margem de lucro por unidade, sua projeção de receitas e seus custos, em quanto tempo chegará ao ponto de equilíbrio desejado? Se faça sempre esta pergunta!

Além destes pontos básicos na produção de um planejamento financeiro, apresentamos agora 6 dicas e estratégias que vão colaborar com a saúde financeira de seu negócio, bem como com sua credibilidade com seus investidores.

1- Negocie pagamentos parcelados (sem juros, claro).

Sempre que possível, negocie com seus fornecedores o pagamento parcelado, evitando que custos se acumulem em um único mês ou período financeiro, deixando seu caixa com poucos recursos. O parcelamento sem juros (ou com juros muito baixos) também permite que você se organize melhor e projete seus gastos de modo mais preciso.

2- Promova vendas à vista

Quanto antes você tiver o pagamento pelos seus produtos ou serviços em mãos, melhor. Promova meios de pagamento à vista através de promoções, descontos ou outras incentivos do gênero, impulsionando uma maior entrada de dinheiro para a empresa.

3- Pense em mais de um cenário

Há muitos empreendedores otimistas e muitos pessimistas. O ideal é pegar o “melhor” dos dois mundos e pensar em ao menos três cenários ao fazer seu planejamento financeiro: o primeiro considerando receitas menores ou custos maiores com uma economia ruim, o segundo considerando uma manutenção da economia e das projeções e, por fim, um otimista, com aumento das receitas e investimentos. Assim, independentemente da situação enfrentada, sua empresa já estará preparada.

4- Leve a sazonalidade em consideração

Quase a maioria dos produtos e serviços são sazonais, ou seja, há épocas do ano em que vendem bem e épocas em que vendem mal. Para algumas empresas é crucial considerar estes períodos na previsão financeira, visando evitar, por exemplo, contratação de funcionários ou busca por investimentos quando os negócios não estão no seu ápice.

5- Mantenha um calendário e replaneje todo quadrimestre

É crucial ter um calendário com o lançamento de todas as despesas e receitas passadas e futuras de sua empresa. É um ótimo mecanismo para evitar surpresas e analisar a saúde de seus negócios.

A realidade de uma empresa, principalmente das PMEs (pequenas e médias empresas), pode mudar muito rapidamente de acordo com flutuações de mercado. As empresas precisam se ajustar e a cada ajuste um novo planejamento financeiro deve ser feito, principalmente sobre os seus custos. O ideal é que se replaneje todo quadrimestre.

6- Adicione um “extra” ao investimento almejado

Faça seu planejamento financeiro de acordo com o que já apresentamos neste artigo e determine quando o seu fluxo de caixa chegará ao fim. Na hora de buscar investimentos, adicione entre 20% e 30% a mais como margem de segurança. Por exemplo, se você projetou que precisará de R$ 200.000,00 mil reais para a sua empresa funcionar por um ano, tente um investimento de R$ 250.000,00 mil reais.

É claro que às vezes o plano financeiro pode nunca ser 100% preciso e esperamos que você tenha se convencido da importância de possuir um. A verdade é que o fim do planejamento não é ser certeiro em suas previsões, mas sim servir como um plano B em caso de adversidades, como uma ferramenta de exploração de cenários, de comunicação e de gestão empresarial para um futuro de sucesso.

Agora que você já entende melhor sobre como se preparar melhor para os passos que sua empresa darão, é hora é de colocar todas essas lições em prática. Introduza pouco a pouco essa metodologia em seu cotidiano diário de trabalho e conte pra gente como tem sido, quais mudanças você observa ao longo que tais novas práticas se consolidam. Ainda tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe seu comentário e participe da conversa!

Se interessou pelo assunto? Então confira o ebook “Planejamento Financeiro para Micro e Pequenas Empresas” que preparamos para te ajudar!

Tem alguma dúvida e gostaria de nos perguntar? Entre em contato com a Syhus. Nós também oferecemos um tira-dúvidas gratuito

Cristiano Freitas
Equipe Syhus

Comentários