Muitos empreendedores ainda atuam na ilegalidade por acreditarem, em muitos casos, que a abertura de uma empresa é um processo caro, burocrático e demorado. Sem contar a carga tributária, que também costuma ser elevada e coloca em risco a saúde financeira do negócio.

Entretanto, para negócios que possuem uma receita de até R$ 60 mil por ano, é possível fazer o registro como Microempreendedor Individual e contar com diversas vantagens. A seguir, falaremos sobre os principais benefícios de ser MEI. Confira!

Formalização do negócio

O MEI permite a formalização do negócio e a garantia de benefícios que empreendedores ilegais não possuem, como gozar dos benefícios do INSS, fechar negócio com o governo, melhores preços e prazos com fornecedores e benefícios especiais em bancos, por exemplo.

Menor burocracia

O processo para formalizar o MEI é simples, rápido e barato. O registro é gratuito, sendo que o único pagamento que o empreendedor deve fazer é o da taxa cobrada mensalmente. Além disso, o registro de Alvará e na Junta Comercial são gratuitos e podem ser feitos pela internet.

Como obrigação, o MEI só precisa enviar uma declaração anual a respeito de seu faturamento.

Gestão de PF e PJ separadas

Um dos benefícios de ser MEI é poder realizar o cadastro mesmo estando empregado. O único impedimento quanto a ter uma empresa é que não é possível ter ou fazer parte de um quadro societário.

Baixa carga tributária

Os impostos que o MEI deve recolher são pagos de forma unificada e são bem menores para essa modalidade. São eles:

  • INSS — no valor de R$39,40 — que dá direito aos benefícios previdenciários;
  • ICMS — no valor de R$1,00 — para indústria e comércios;
  • ISS — no valor de R$5,00 — para prestadores de serviços.

Ou seja, o custo máximo, e fixo, mensal com o qual MEI deve arcar é de R$45,40. Isso permite que o MEI saiba exatamente quanto irá gastar e possa se planejar adequadamente.

Baixo custo de contratação

Outro ponto importante entre os principais benefícios de ser MEI é a possibilidade de contratar um funcionário — mas apenas um. A vantagem disso é que esse empregado pode ser contratado por um baixo custo, sendo que esse funcionário deve receber o salário mínimo ou o piso da categoria, deve-se recolher 3% do salário para pagamento da Previdência, deve-se recolher 8% do salário para pagamento de FGTS e o empregado arca com o pagamento de 8% de seu salário para a Previdência.

Como podemos ver, os benefícios de ser MEI permitem que o empreendedor possa legalizar seu negócio, consiga preços competitivos com fornecedores e consiga empréstimos nos bancos com taxas diferenciadas para pessoa jurídica, além de receber incentivos para que possa crescer e se desenvolver cada vez mais.

E então, o post de hoje trouxe as informações que você procurava? Ficou alguma dúvida a respeito dos benefícios de ser MEI? Compartilhe suas opiniões e questionamentos conosco aqui nos comentários e conte conosco para esclarecer outras questões! 

Fale conosco, temos um canal especial para respondê-las, nosso tira-dúvidas gratuito. Conte com nossas dicas para ajudá-lo nesse processo!

Para saber mais sobre MEI, acesse:

MEI #1: O que é MEI?

Comentários