O que faz um bom investidor? E como você deve procurar alguém que tenha as qualidades corretas?

Um número considerável de empreendedores que necessitam de um capital de risco acredita que a resposta para essas perguntas é simples, e o pensamento deles pode ser resumido em uma expressão antiga: siga o dinheiro. Na teoria, isso faz sentido: poderia existir um indicador melhor do sucesso de um investidor do que a riqueza desse investidor? Não é isso que define um investimento?

Não exatamente – pelo menos não para você, dono do negócio que está do outro lado do jogo. Enquanto o lucro é, de fato, um componente essencial de uma estratégia de investimento eficaz, ele é apenas um resultado entre muitos; e quando esse resultado beneficia principalmente o investidor, algo está errado.

Como o fundador e escritor de negócios Tim Berry insiste, “escolha um investidor como você escolheria um cônjuge”. Assim como pode haver problemas óbvios ao casar por dinheiro, escolher um investidor baseado no tamanho de seus recursos é um erro que pode custar o sucesso da sua organização.

Com isso em mente, aqui está uma lista de perguntas que você pode fazer para garantir que você está se aproximando da pessoa certa ao procurar por um investimento:

O investidor é legitimado?

Antes de se encontrar com um investidor em potencial, faça uma pesquisa sobre o seu alvo. Considere o tempo em que ele está em operação, como ele se apresenta e o quão fácil é acessar as informações sobre ele, assim como quais companhias ele apoiou e como essas companhias se saíram após o investimento.

O site e a presença do investidor nas redes sociais, como o Linkedin, são bons lugares para se começar. Procure por atividades recentes, avais, releases de imprensa – qualquer coisa que mostre que seu alvo está vivo, visível e é confiável. Ao mesmo tempo em que é raro encontrar investidores falsos, eles podem ser uma ameaça grave para o seu negócio e propriedade intelectual. Você provavelmente não vai querer compartilhar detalhes confidenciais, como o seu status financeiro e sua lista de clientes, com qualquer pessoa.

O investidor entende o seu plano de negócios?

Ao apresentar o seu negócio a um investidor, preste muita atenção nas reações dele. Investidores que valem a pena são ótimos ouvintes: eles vão concordar com a cabeça, fazer perguntas e repetir tudo o que você disse de volta. Eles vão mostrar entusiasmo e julgamento afiado ao mesmo tempo.

À título de comparação, maus investidores chegam à negociação apenas com noções pré concebidas sobre você e sua organização: eles vão atropelar as suas ideias com as próprias ideias, ou mostrar pouco interesse em tudo que não seja suas projeções financeiras. Eles dificilmente vão concordar com você e vão parecer completamente desmotivados.

Você entende o que o investidor quer?

Quão claros os investidores se mostram sobre seus objetivos? Há uma distinção tênue entre discrição e circunspecção. Mesmo se o seu alvo não esteja escondendo nada, a ambiguidade em relação a seus objetivos pode significar uma grave incerteza, ou relutância na tomada de iniciativa.

Sem um curso interno claro de ação, um investidor tem pouco incentivo para gastar o seu dinheiro. Além disso, é indispensável evitar qualquer indivíduo, ou grupo que mudaria de ideia sem aviso. Procure por alguém compromissado, cuidadoso e que pense taticamente, mas que ainda esteja motivado a assumir riscos quando necessário.

O investidor tem uma saída estratégica?

Bons investidores parecem ser como videntes, não apenas porque eles sabem o que vai acontecer em um mercado específico, mas porque eles entendem e sabem como planejar ações diante de um fato inesperado.

Como uma saída de sucesso seria para o seu investidor – e para você?

Ao contemplar os piores e os melhores cenários seguidos de um investimento, avalie o que seu alvo pretende fazer através de uma lente multifacetada:

  • Qual é a antecedência de ação prevista?
  • A previsão é realista?
  • Entre a abertura de capital, uma compra e uma fusão ou aquisição, quais opções são levadas em consideração?
  • Quais os fatores que não são negociáveis ?

Analisar saídas estratégicas vai ajudar você e o seu investidor a medir suas expectativas e trabalhar juntos de maneira mais eficiente.

O investidor é estável, consistente e profissional?

Repare no estado emocional de seu investidor: eles ficam com raiva facilmente? Volatilidade significa imprevisibilidade e as emoções descontroladas podem gerar um desastre financeiro, ou um conflito perante a lei.

Eles são organizados e pontuais, ou eles desaparecem por semanas?

Um investidor pode ter as melhores das intenções, mas se eles são muito ocupados, ou incapacidades de se comprometer completamente ao seu negócio, eles não valem o seu esforço. Evite qualquer tendência comportamental que possa causar uma falta de comunicação.

O investidor está atualizado sobre a sua indústria?

Um investidor deve, com certeza, ter experiência, mas mais importante que isso é um conhecimento sólido sobre o atual cenário da indústria. Seu alvo precisa ser, pelo menos, tão atualizado quanto você – de preferência até mais – sobre as tendências e desenvolvimentos da sua indústria. Caso contrário, o investimento deles pode dar errado, ou causar desacordos.

Armado com uma visão sobre a sua situação específica, um investidor pode apreciar plenamente os motivos pelos quais você está procurando pela quantidade de capital específica, em vez de tentar adivinhar outros motivos.

O investidor demonstra vontade em aprender através dos erros?

Finalmente, procure por um investidor que consiga admitir que ele é humano, como todos nós. Ao falar sobre sua trajetória, estratégias e filosofias, investidores de sucesso classificam suas histórias com experiências de aprendizado contínuo. Eles têm orgulho de seus erros, já que cada um possui uma carga de ensinamento valiosa. E uma vez que eles aprendem com os erros, as melhorias são aplicadas rapidamente.

Essa consideração não se trata apenas de ficar longe de personalidades tóxicas e egocêntricas; é também uma maneira de mensurar a racionalidade. Se um investidor consegue aceitar os erros que cometeu, as chances deles os cometeram no seu negócio são menores e, dessa maneira, eles podem ficar com você por mais tempo.
Escolher um investidor é uma coisa – convencê-lo a investir é outra completamente diferente.

 

Comentários