Antes de imaginar que os investidores não ligam para a sua ideia ou empresa, é importante se lembrar de que enquanto você enfrenta obstáculos para conseguir financiamento, eles têm muito mais dificuldades em encontrar propostas de valor.

Você possui o plano de negócios e eles dispõem de dinheiro, mas os dois lados buscam lucratividade a médio e longo prazo. Por isso, evitar os principais erros que afastam os investidores de uma startup é o primeiro passo para trilhar o caminho do sucesso.

Nesse post, listamos alguns dos cuidados que devem ser tomados e explicamos como se organizar internamente para obter o investimento esperado.

Não ter um planejamento claro para a aplicação do dinheiro

Contar com apenas uma ideia ou uma definição de corporação não basta! Mesmo que elas sejam tentadoras na sua cabeça, é preciso uma série de fatores para convencer investidores que seu projeto possui um valor comercial e é inovador.

Assim, ser conservador ou otimista demais não é uma boa pedida, pois o investidor está interessado no processo real: em como a companhia será desenvolvida e quais as etapas exigidas para atingir os objetivos.

Todo mundo carece de financiamento, mas é imprescindível saber onde ele será aplicado e qual sua capacidade de originar uma empresa valiosa, mesmo que em menor grau do que o calculado. Valide a utilização do dinheiro, sendo que é interessante que uma parte seja direcionada à captação de clientes.

Como empreendedor, coloque-se no lugar do investidor-anjo ou venture capital e faça os seguintes questionamentos: Quem são os clientes dessa organização? Quanto custa para conquistar um consumidor e qual o ticket médio deles? Às vezes, mais dedicação, preparo e conhecimento resultam em menor necessidade de recursos.

Outro ponto essencial é entender que todos os gastos devem ser listados e nada pode permanecer como mera hipótese. Uma suposição não é planejamento, pois ignora elementos como o crescimento real, considerando a inflação e outras peculiaridades, e a possibilidade do custo de aquisição ser maior do que o retorno.

Não reconhecer o estágio de desenvolvimento da empresa

Uma corporação costuma passar por quatro estágios principais:

  • Hipótese – Quando ela é apenas uma ideia no papel, mesmo que seja em apresentações do Power Point ou planilhas do Excel.
  • Validação – É o momento do teste ou do programa piloto para ver como a companhia se comporta na prática e qual é a reação do mercado.
  • Negócio – Quando ela encontra seu nicho e começa a trabalhar efetivamente para buscar clientes e entregar valores predefinidos para esse mercado.
  • Escala – A organização está pronta com um modelo testado e aprovado. Ela é capaz de se repetir em outras frentes e, naturalmente, já consegue se expandir.

Não é impossível, mas obter financiamento nas duas primeiras etapas é mais complicado. O ideal é passar essas fases e demonstrá-las para o investidor, pois assim, além de uma ideia, você terá em mãos um empreendimento testado e validado. É proveitoso ter clareza sobre esse procedimento para não parecer que tudo não passa de suposição.

Achar que o relacionamento com o investidor está limitado ao capital

Se o único interesse do investidor fosse o retorno do seu dinheiro, ele depositaria a confiança em corporações já estabelecidas no mercado e com melhores garantias.

Ele propicia a construção de projetos e logicamente espera receber algum tipo de lucro, mas acima de tudo é preciso abertura de ambos os lados para um relacionamento pessoal em direção ao desenvolvimento.

Encontrar um investidor apto a colaborar apenas financeiramente pode não ser uma boa ideia, uma vez que certa afinidade entre as partes é crucial nos momentos de turbulência. Empresário e investidor devem trabalhar visando o mesmo propósito que é o crescimento da startup.

Não ter uma equipe capacitada

Tenha em mãos todos os dados e previsões, mas saiba que é essencial apresentar os responsáveis por cada departamento. Dessa forma, são imprescindíveis desenvolvedores qualificados, gestores preparados e um time de vendas com conhecimentos sobre o negócio, o nicho de mercado e as necessidades do cliente.

Uma equipe habilitada não domina apenas o lado técnico, mas está preparada para entregar aquilo que foi pedido no prazo estipulado e da maneira combinada.

Para aumentar sua sorte na procura por investidores, liste cada funcionário e descreva como ele se preparou para assumir as responsabilidades. Isso demonstra sabedoria, experiência e eficácia na hora de cumprir tarefas.

Utilizar um pitch superficial

Na apresentação de uma startup, ser objetivo é importante. E isso não quer dizer ser superficial. É preciso ter metas bem definidas e estratégias fundamentadas, além de clareza sobre o negócio, equipes, vendas e marketing. No entanto, o ponto principal são as métricas de crescimento.

Não importa o quanto você será capaz de colocar algo em prática. Se nem você e seu time sabem até onde é possível (e se é possível) chegar, as chances de sucesso praticamente zeram.

Se essas métricas forem bem otimistas e dentro da realidade, é grande a probabilidade de conseguir uma nova reunião com os investidores. Outros detalhes podem ser aprimorados e discutidos mais tarde, mas sem provar que você pode prosperar, o segundo encontro dificilmente acontecerá.

Apresentar previsões irreais

Claro que é pertinente trazer inovações e oportunidades de crescimento, já que é isso que o investidor procura. Porém, lembre-se de que sua apresentação deve possuir validação e elementos concretos que justifiquem as expectativas.

Evite ser exagerado e passe credibilidade através de números e ações concretas para alcançar os objetivos. A ideia é surpreender os investidores com confiança e coesão de dados. Empresários despreparados não terão bons resultados, assim como aqueles que são pessimistas. Por outro lado, otimismo demais pode ser um indício de negligência de fatos.

Ter êxito ou não na busca por investidores é algo que passa muito mais pela habilidade do empreendedor de executar sua ideia e pela validação da sua proposta do que propriamente pela concorrência.

Dessa forma, não cometer erros que afastam os investidores e elaborar um pitch diferenciado já é um passo determinante na hora de obter investimentos para a sua startup. Gostou do conteúdo e quer saber mais sobre empreendedorismo e gestão? Acompanhe nossas próximas publicações!

Comentários