Se você está pensando em criar uma nova empresa com perfil de startup, precisa entender mais sobre os investimentos possíveis que o seu negócio pode receber. Podemos chamá-los de aportes: esse termo é mais usado dentro da economia para designar subsídios ou contribuições vindas de outras empresas ou investidores.

Receber um aporte financeiro (seja ele de investidor anjo, seed ou series) é mais que ganhar um impulso. Significa que sua empresa está preparada para o mercado e que investidores reconhecem e acreditam no seu potencial.

Quer saber mais sobre o significado de conquistar um bom investimento? Neste conteúdo, vamos falar sobre isso e citar os diferenciais de algumas startups que receberam aporte. Vamos lá!

Benefícios de receber aporte

Conforme abordamos, esse tipo de investimento muda o jeito que o mercado passa a olhar para a sua startup. Receber um aporte significa ganhar um estímulo para se desenvolver ainda mais, tornando progressivo o crescimento da empresa. Além desses benefícios, podemos citar outros que fazem parte:

Capacidade para inovar

As startups que recebem um aporte provavelmente já são inovadoras antes do investimento. No entanto, esse acréscimo permite que elas consigam inovar mais e rapidamente, aumentando recursos ou funcionalidades aos produtos e serviços, por exemplo. Isso as torna ainda mais preparadas para concorrerem, inclusive, no âmbito internacional.

Mais visibilidade

Investir em campanhas de marketing e ganhar divulgação compulsória a partir do investimento são benefícios claros para as empresas que receberam aportes financeiros. Esse destaque comercial é fundamental, aliados ao poder de inovação, provocam um “boom” no crescimento dessas empresas.

Crescimento acelerado

Os aportes também contribuem para a melhorar a infraestrutura física do negócio. Dessa forma, é possível comportar o aumento do volume de produção, que é alavancado pelo crescimento do número de vendas e montar seu time de colaboradores para suprir a nova demanda.

Capacidade de se multiplicar

Ter investimentos significativos permite que a sua empresa se multiplique em franquias ou filiais. Mais do que isso: cria um mercado de novas empresas que passarão a se espelhar na sua forma de desenvolver e oferecer serviços. Esse destaque tende a acontecer em virtude da visibilidade e reconhecimento que o seu negócio alcançará a partir do investimento.

Diferenciais das startups que receberam aporte

É importante deixar claro que não são quaisquer startups elegíveis. É preciso oferecer um produto ou serviço útil para o mercado, sanar uma necessidade básica, seja de forma ampla ou para um nicho específico, entre outras características. Para ajudar você, vamos citar alguns diferenciais das startups que receberam aporte.

Visão de futuro

A solução proposta pelo produto ou serviço precisa ser útil para uma necessidade que está surgindo ou crescendo no mercado. Nem sempre precisa ser a empresa a inventora do serviço, mas precisa oferecer um diferencial que complementa ou aperfeiçoa a prestação dele.

Entender o cliente

As startups precisam entender o que o seu consumidor necessita, deixando o mínimo de brechas possível na ideia do projeto. As empresas elegíveis para aportes demonstraram conhecimento sobre o problema (dor) do cliente e como solucioná-lo com o seu produto ou serviço. Entender o mercado foi e é ingrediente básico para acertar em cheio suas necessidades.

Ser inovadora

As empresas que conquistaram investimentos preocuparam-se em oferecer a solução de forma inovadora. Isso significa que elas garantiram mais praticidade, comodidade e economia. Se o seu produto ou serviço não tem essas características, certamente você corre o risco de perder espaço para alguém que queira aperfeiçoar a sua ideia.

Ter boa apresentação

As startups que receberam aporte financeiro também souberam como apresentar o negócio aos investidores. O pitch (apresentação do produto) precisa ser bem feito, com boa estética e informações objetivas sobre o produto. Para complementar as empresas que receberam aporte apresentaram um plano de negócios, constando todas as intenções de comercialização.

Ter bom crescimento

As startups que recebem aportes precisam ter crescimento significativo e se destacar das demais, como se apontassem em meio a multidão, atraindo a visão dos investidores. Isso significa que a empresa acertou na proposta e no mercado, além de estar apta para adquirir a confiança dos investidores.

Startups brasileiras que receberam aporte

Engana-se quem pensa que somente empresas de outros países podem receber aportes. No Brasil, já temos startups que receberam investimentos significativos. Elas tinham os requisitos básicos para que estivessem elegíveis e apresentaram resultados que convenceram os investidores.

Veja, a seguir, alguns exemplos de startups brasileiras que receberam aportes.

1. 99

A 99 é uma empresa de mobilidade urbana que atende em todo o Brasil. A startup conseguiu concorrer com a internacional Uber, oferecendo mais funcionalidades. No meio de 2017, recebeu 320 milhões de reais da chinesa Didi Chuxing, que posteriormente comprou a startup. Em Janeiro de 2018 a 99 se tornou o primeiro unicórnio Brasileiro, designação para empresas com valor igual ou superior a 1 Bilhão de dólares. Um valor exorbitante, que comprova o sucesso desse serviço.

2. Nubank

A Nubank é uma fintech: startup que oferece soluções tecnológicas para o mercado financeiro. Ela foi fundada em 2013 e tinha como produto principal o cartão de crédito sem tarifas. 4 anos depois, a Nubank lançou a Nuconta, conta corrente para os clientes com condições também diferenciadas. Em 2018, o aporte recebido pela Nubank foi de 234 milhões de dólares.

3. GuiaBolso

Essa empresa também é uma fintech que proporcionou inovação financeira para os gastadores descontrolados. Ele opera por meio da importação dos extratos ou inserção manual de informações.

Assim, é possível consolidar informações financeiras e previsões de saldo. Isso contribui para que haja mais organização e planejamento financeiro de um projeto. A empresa foi fundada em 2012 e já recebeu aportes internacionais de 27,9 milhões de dólares.

4. VivaReal

A VivaReal foi fundada em 2009 e revolucionou o jeito de comprar, vender e alugar imóveis no Brasil. É um portal que, posteriormente ao seu lançamento, acabou fundindo-se com a gigante Zap Imóveis.

A startup é uma opção para quem que buscar um novo lar com boas opções de filtro, personalizando a busca e ainda oferecendo opções de diversas imobiliárias ou proprietários. Os aportes recebidos pela VivaReal somaram o valor de 74,78 milhões de dólares.

Como observarmos, receber um bom investimento financeiro requer um novo olhar para o mercado. É possível concluir que as startups que receberam aporte ganharam não só um investimento, mas uma possibilidade de revolucionar a gestão da empresa.

Gostou deste conteúdo? Então, compartilhe-o com os seus amigos nas redes sociais!

Comentários