Business Model Canvas: Faça um antes de abrir sua empresa!

Os processos envolvidos na abertura e gerenciamento de uma empresa são muitos. Definir um plano de negócios, fazer pesquisas de mercado, controle de gastos, contratar, construir relações com parceiros e clientes, gerir entrada e saída de recursos. Inicialmente isso parece ser assustador para o empreendedor de primeira viagem. Mas não se preocupe (ainda)!

Grande parte das atividades mencionadas pode ser gerenciada com a ajuda de ferramentas e metodologias. Uma delas é o Business Model Canvas, uma ferramenta de gerenciamento estratégico para empresas que já estão em atividade, mas também pode auxiliar na criação de novos negócios. O Business Model Canvas é um mapa visual detalhado que praticamente desenha o modelo de negócios de um projeto, dividindo-o em nove blocos.

O BMC foi desenvolvido pelo especialista em modelos de negócios Alexander Osterwalder, que o método em seu livro Business Model Generation, escrito em parceria com Yves Pigneur.

Se você se interessou mais pelo BMC e quer começar o seu novo projeto com o máximo de organização e simplicidade, confira mais detalhes sobre esta ferramenta e saiba como ela pode ser aplicada.

Nove blocos para facilitar sua vida!

Para começar a entender bem todo o processo do Business Model Canvas, é importante saber quais são os seus princípios. Em um todo, o modelo é formado por um mural dividido em nove blocos, onde você deve definir cada aspecto a ser gerenciado em seu negócio. Quer saber quais são eles? Então, veja a lista:

Banner Infográfico A Jornada da Startup
  • Segmentos de clientes: Quem são os clientes em potencial? Para quem você está criando valor? É importante delimitar o segmento que você pretende atingir, pois, só assim, é que poderá criar estratégias para alcançar todas aquelas pessoas que são potenciais consumidores de seus produtos ou serviços.

  • Proposta de valor: É exatamente o que irá atender às necessidades dos clientes. Defina os valores que você pretende levar ao seu consumidor com seu produto ou serviço. Segundo especialistas, é importante pensar que, entre as principais propostas das empresas atualmente, está a de oferecer sempre inovação, aproveitamento, acessibilidade e conveniência. Lembre-se que a base do BMC é a proposta de valor e os segmentos de clientes.

  • Parcerias-chave: Determinar quem serão seus aliados nos negócios é muito importante. Neste bloco é preciso estabelecer quais serão seus parceiros, ou seja, empresas que o ajudarão a desenvolver seus projetos, contribuindo com as atividades e recursos-chave. Parceiros podem contribuir com produtos ou serviços que complementarão seu negócio.

  • Atividades-chave: O mural também fornece uma seção para que você estipule quais atividades serão fundamentais para  que sua empresa possa funcionar. Aqui, você deve definir desde as ações que fazem parte da produção de seus bens e serviços até aquelas que poderão ser importantes para constituir uma ligação com seus parceiros, clientes e empregados.

  • Recursos-chave: Este bloco exige que você defina todos os recursos de que necessita. Entram, aqui, tudo aquilo que é imprescindível para a sua produção e distribuição de seus produtos e serviços. Lembre-se de todos os capitais que são fundamentais para a sua empresa, desde matérias-primas até profissionais.

  • Relacionamento com clientes: Como será o envolvimento do cliente com seu negócio? Aqui é preciso delimitar quais serão as atividades que você executará para estreitar o vínculo com o cliente. Pense naquelas ações que podem melhorar a sua imagem e trazer confiança ao seu público.

  • Canais de distribuição: São responsáveis pelo encontro entre a proposta de valor e os clientes em potencial. Como você entregará seu produto/serviço ao cliente? Atendimento pessoal? Newsletter? Plataforma?

  • Estrutura de custos: Determinante para controlar as finanças de sua empresa, neste bloco é possível estimar todos os gastos que serão necessários para manter os seus negócios. Você pode definir aqueles que serão os custos fixos (funcionários, materiais, etc.) e os custos variáveis que possam aparecer ao longo da trajetória de seu empreendimento.

  • Fontes de receita: Como seu produto/serviço irá gerar receita? Tendo como referência sua proposta de valor, calcule como será sua fonte de ganhos. Assinaturas? Venda?

Organizar para crescer

Com a utilização da ferramenta do Business Model Canvas, a visão que você terá de todo o seu negócio permitirá uma base sólida para o seu desenvolvimento empresarial. É importante, antes de iniciar um projeto, que você saiba qual caminho traçar. E é este, o principal objetivo do BMC.

Por isso, não perca tempo e monte já o seu mural com todos os blocos fundamentais para a gestão de seus negócios. Clique aqui para baixar o arquivo com o mapa, e já prepare os post-its! Você perceberá que tudo ficará mais fácil e você poderá criar estratégias mais eficazes. Lembre-se que para ter um controle maior de todo o potencial de seu empreendimento, é preciso que você o conheça bem.

E, aí, preparado para dar o pontapé inicial na sua nova empresa? Comece pelo Business Model Canvas!

Um abraço,

Equipe Syhus! Sempre perto de você!

[contact-form-7 id=”2965″ title=”coletor-fim-post”]

 

Comentários

Compartilhe esse conteúdo

Artigos Relacionados

Artigos mais recentes

A contabilidade ideal para a sua empresa

Fale hoje com a Syhus!

Converse com quem realmente entende as necessidades e dores das startups e
empresas de tecnologia.