4 dicas para montar sua startup!

O sonho de ter seu próprio negócio tem motivado um grande crescimento no número de empreendedores e de startups brasileiras nos últimos anos. A maior participação de investidores, fundos e do próprio Governo Federal colaboram para esta alavancagem. Ainda nos falta um tanto de cultura empreendedora, mas aos poucos através de cursos, eventos e mentorias estamos criando melhores empreendedores.

Muitos desses aspirantes no empreendedorismo ainda encontram dificuldade ao começar seus próprios negócios. Para ajudá-los elaboramos abaixo quatro dicas importantes para quem está começando a montar sua startup.

1. Resolva o seu problema primeiro

Um dos principais motivos de fracassos no meio do empreendedorismo são startups com soluções à procura de um problema. Ou seja, apesar da solução ser excelente, não há um problema que ela resolva e os usuários simplesmente não usarão.

Dessa forma, antes de tirar sua ideia do papel, descubra se ela realmente resolve um problema real. Se possível, procure resolver os seus problemas primeiro. Por exemplo, se você sente falta de um aplicativo para pedir comida em casa, crie o seu. Certamente outras pessoas também sentem falta e você terá seus primeiros usuários.

2. Apenas busque investimento quando não precisar

Muitos empreendedores criam suas startups com a intenção de buscar investimento. O problema que, apesar do grande número de investidores brasileiros, esse processo é demorado e precisa ser baseado numa série de validações que muitas startups ainda não possuem.

Se sua ideia depende de um grande volume de dinheiro talvez o ideal seja reduzir o número de soluções e começar pequeno. Sem dinheiro. Quando você já tiver alguns clientes e algum faturamento então busque investimento. Esse dinheiro deve ser usado para o crescimento da empresa e não para viabilizá-la.

3. Um bom time é melhor que uma boa ideia

Em geral, ideias não valem nada. O verdadeiro valor de uma ideia virá quando ela sair do papel e gerar algum lucro para a empresa. Até lá o sucesso dela será condicionado à qualidade do time de execução.

Banner Infográfico A Jornada da Startup

Procure montar um time que seja completo o suficiente para mudar o rumo da startup caso necessário. Não se apegue à sua ideia e nem crie a ilusão de que ela é a melhor ideia do mercado. Possivelmente há ideias melhores para o mesmo problema. O seu grande diferencial precisa ser a execução. Sem falhas e focada no crescimento da empresa.

4. Procure ajuda especializada

Ainda que uma startup não tenha uma grande demanda jurídica ou contábil é fundamental ter o acompanhamento de um profissional desde o início da empresa. Isso se deve ao fato, principalmente, de que a legislação brasileira é complexa demais e acaba atrapalhando projetos realmente inovadores.

Entender se a solução que você oferece ao mercado não fere alguma lei que possa impossibilitar sua operação é uma dica importante antes de tirar sua ideia do papel. Da mesma forma como é importante conhecer qual a faixa de tributação do seu serviço, se ele pode se encaixar no Simples e até que ponto esses impostos irão afetar sua margem.

Mesmo com todas as dicas, criar uma startup é um projeto volátil que requer muito esforço, dedicação e um pouco de sorte.

Se você tiver alguma dúvida sobre contabilidade ou as leis e impostos que podem se aplicar a sua empresa, nós criamos um espaço de tira dúvidas gratuito. Faça sua pergunta aqui.

Abraço,

Cristiano Freitas
Equipe Syhus!

[contact-form-7 id=”2965″ title=”coletor-fim-post”]

Comentários

Compartilhe esse conteúdo

Artigos Relacionados

Artigos mais recentes

A contabilidade ideal para a sua empresa

Fale hoje com a Syhus!

Converse com quem realmente entende as necessidades e dores das startups e
empresas de tecnologia.