Programas de Aceleração no Brasil: confira os principais e inscreva sua startup

Ter uma boa ideia não é fácil, mas difícil mesmo é transformar esta ideia numa empresa e faze-lâ decolar. Não seria muito mais simples, e rápido, se você tivesse acesso a estrutura, investimento e uma ajuda de bons especialistas no começo?

Pois saiba que isso é possível. Hoje existem diversos programas de aceleração no Brasil, boa parte com investimento dos Estados e Governo Federal. Confira alguns deles e inscreva a sua startup.

Aceleradora de Campinas

Famosa por sua vocação para pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica, Campinas foi a primeira cidade brasileira a oferecer um programa do gênero. Lançada em dezembro de 2013, numa parceria entre a Prefeitura e o Núcleo Softex, a Aceleradora de Campinas busca atrair empresas de base tecnológica.

O Núcleo Softex é responsável pela infraestrutura, pelo espaço físico e, principalmente, pelo suporte aos empreendedores. A prefeitura de Campinas cuida da parte financeira, que possui um orçamento de, aproximadamente, R$ 450 mil reais.

A Aceleradora Campinas não exige cessão de quotas ou participação nas startups selecionadas. O programa possui duração de 6 meses, para mais informações visite o site.

SEED

O Startups and Entrepreneurship Ecosystem Development (SEED) foi criado pelo Governo de Minas Gerais. O objetivo é ambicioso: transformar o Estado no maior polo de inovação da América Latina. O programa seleciona projetos de qualquer lugar do mundo, que tenham entre 2 a 3 participantes e estejam em fase inicial. O SEED oferece bolsas mensais aos empreendedores (para que eles se dediquem exclusivamente ao negócio) e um valor em forma de reembolso de despesas.

Além do investimento financeiro, o SEED oferece ainda um espaço com recursos tecnológicos (como internet de alta velocidade) e sala de reuniões. Há também a possibilidade de entrar em contato com mentores e possíveis empresas parceiras do programa que ajudarão a fazer decolar o seu negócio. Outra grande vantagem do SEED é que, mesmo com o investimento do Governo de Minas Gerais, você não precisa dar nenhuma participação societária para o programa. O negócio continua sendo 100% dos empreendedores.

O programa dura seis meses e a seleção é feita a partir de editais disponibilizados no site.

Banner Infográfico A Jornada da Startup

Start-UP Brasil

Focado em empresas nascentes de software e tecnologia da informação, o Start-UP Brasil visa canalizar os projetos nascentes destas áreas, auxiliando desde o processo de concepção até a chegada ao mercado. O processo dura de 6 a 12 meses e envolve investimentos em Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e infraestrutura, além de uma equipe de suporte de capitalistas de risco, mentores e pesquisadores universitários.

Entre 2013 e 2016 o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) prevê a abertura de 3 processos seletivos. Empreendedores do mundo inteiro podem participar (com um limite de 25% de estrangeiros). O processo seletivo está aberto também para aceleradoras. Mais informações no site.

Startup Rio

O Startup Rio é uma iniciativa público-privada, com apoio da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, focado em empreendedores de tecnologia digital do mundo inteiro. O objetivo é transformar o Rio em um polo de referência na área. O programa seleciona projetos com até 3 empreendedores, mas aceita até mesmo uma ideia de apenas uma pessoa.

As ideias podem estar ou não associadas a uma empresa. Para o processo de aceleração o Startup Rio oferece R$ 100 mil em capital semente para desenvolvimento dos projetos, além de um programa educativo desenvolvido especificamente para o programa, que conta com mentores indicados por algumas das maiores aceleradoras do país. O Startup Rio oferece ainda um espaço de co-working de mais de 1000 metros quadrados.

A seleção é feita através de um edital da Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). Você pode obter mais informações no site.

Sua ideia precisa de uma aceleradora?

Claro que é possível fazer sua startup dar certo sem um programa de aceleração. Porém, as chances da sua empresa decolar são muito maiores se ela tiver acesso a estrutura física, capital intelectual e, é claro, investimento financeiro. Programas de aceleração oferecem uma oportunidade para empreendedores tirarem suas ideias do papel e colocá-las para funcionar do de um jeito rápido e eficiente.

Além de todas as vantagens mencionadas, os programas de aceleração oferecem mentoria de grandes nomes do mercado, isso permite que você aprenda com quem sabe fazer e implante uma cultura de empreendedorismo desde os primeiros momentos do seu projeto.

Se você tiver dúvidas sobre programas de aceleração de startups ou outras questões contábeis/societárias, nós criamos um espaço de tira dúvidas gratuito. Faça sua pergunta aqui.

Cristiano Freitas
Equipe Syhus

[contact-form-7 id=”2965″ title=”coletor-fim-post”]

Comentários

Compartilhe esse conteúdo

Artigos Relacionados

Artigos mais recentes

A contabilidade ideal para a sua empresa

Fale hoje com a Syhus!

Converse com quem realmente entende as necessidades e dores das startups e
empresas de tecnologia.