O que fazer quando o cliente não te paga

Trabalhar como freelancer tem suas vantagens – você tem a liberdade de trabalhar de casa, escolher os seus horários e não precisar se arrumar todos os dias para ir ao escritório.

Mas é claro que, como tudo na vida, os pontos positivos vêm com os negativos. Além de não ter a segurança de um trabalho tradicional, um dos perigos de se trabalhar como freelancer é o risco que você corre de o cliente não te pagar no prazo e sumir no mundo.

Felizmente, há algumas opções para você caso isso aconteça:

1. Não se precipite

É mais fácil esperar pelo pior, principalmente se você já teve experiências parecidas no passado. É quase impossível não pensar que você perdeu centenas de reais só porque o seu cliente não respondeu uma de suas ligações.
Porém, antes de tudo, é importante você se certificar de que esse sumiço é, de fato, uma tentativa de te despistar. Acusar um cliente de algo que ele não está fazendo pode destruir o relacionamento entre vocês e fazer você perder o trabalho defintivamente.

Tenha em mente que existem razões legítimas pelas quais uma pessoa não responde na hora que ela recebe uma mensagem – talvez ela esteja de férias, ou em compromissos pessoais. Se o seu cliente não costuma desaparecer, ele merece o benefício da dúvida pelo menos uma vez, então dê um tempo hábil para que ele te responda antes de começar a persegui-lo.

2. Reenvie as faturas e acompanhe

Antes de enviar as faturas ao seu cliente, combine a data e a maneira como ele deve te pagar. É melhor facilitar o máximo que puder para o cliente. Se ele puder te pagar simplesmente com um clique, as chances de você ser pago mais rapidamente serão maiores. Se você não recebeu o dinheiro, ou um retorno sobre a sua fatura, reenvie como se fosse um lembrete.

A fatura faz o seu cliente se lembrar do saldo devedor e, por ser gerada automaticamente, não parece que você está pressionando-o demais. Se você enviou a fatura novamente e o cliente ainda não te pagou, faça um acompanhamento por e-mail com educação.

3. Faça contato através das redes sociais

Quando alguém não te responde, há sempre o receio de que seus e-mails não estão sendo recebidos. Mas se você já tentou reenviar as faturas e os lembretes de pagamento por esse meio, talvez você tenha que recorrer a outra forma de comunicação para te dar mais tranquilidade.

Muitas companhias podem ser encontradas no Facebook, Twitter, Linkedin, ou em outra plataforma online. Contate-os através desses meios com uma mensagem simples e educada, pedindo para que eles entrem em contato com você. Mesmo que ser ignorado seja uma situação desagradável, é importante manter o profissionalismo – especialmente por você estar representando o seu próprio negócio.

4. Envie uma carta de advogado

Se o seu cliente ainda estiver sumido depois de tantas tentativas, você deve pedir para um advogado redigir uma carta. Às vezes, a ideia de uma ação judicial pode fazer com que o cliente entre em contato com você e, pelo menos, fazer um acordo para pagar o que deve.

A taxa a ser paga ao advogado para fazer essa carta costuma ser acessível e você pode conseguir contatos confiáveis através dos fóruns dedicados a trabalhadores freelancers.

Se você estiver passando por grandes dificuldades, talvez você precise considerar uma assistência jurídica propriamente dita.

5. Juizado de pequenas causas

Como recurso final, considere acionar o juizado de pequenas causas. No entanto, essa opção tem um valor, e por isso é importante pesar quanto o cliente te deve com os gastos que você vai ter para que ele te pague. Se os números não fizerem sentido, pode ser melhor esquecer toda a situação e seguir em frente.

O cliente entrou em contato. E agora?

Se o seu cliente finalmente entrar em contato e pagar o que te deve, você pode considerar o caso encerrado e aprender com a experiência. Daí em diante, defina o que você quer para o seu futuro quando o assunto for fechar negócios.

Lembre-se que, em nenhuma circunstância, você deve continuar a oferecer os seus serviços para um cliente que ainda não pagou as suas faturas.

Seguindo em frente

Não importa se o seu relacionamento com o cliente acabou, ou ainda continua; é sempre uma boa ideia estabelecer novas regras para seguir em frente. Por exemplo, exija um pagamento adiantando, especialmente para trabalhos e projetos maiores. Outra ideia é aumentar o pagamento de acordo com resultados entregues e não com datas – desta forma, você consegue completar uma quantidade razoável de trabalho e garantir que você seja pago antes de prosseguir.

Além disso tudo, mantenha contatos no meio jurídico e um plano arquitetado caso o cliente suma novamente. É mais fácil lidar com situações complicadas quando você tem tudo pronto antes de acontecer.

Também é primordial se proteger para garantir que você seja pago no fim do trabalho. Para isso, leia com atenção o contrato do cliente em potencial. Nessa hora você pode questionar e negociar alterações conforme as suas necessidades: datas de pagamento e expectativas quanto ao trabalho são alguns exemplos. Também é uma boa ideia ter um modelo de contrato pronto para enviar ao cliente, caso ele não possa providenciar um para você.

Comentários

Compartilhe esse conteúdo

Artigos Relacionados

Artigos mais recentes

A contabilidade ideal para a sua empresa

Fale hoje com a Syhus!

Converse com quem realmente entende as necessidades e dores das startups e
empresas de tecnologia.