Você sabe por que fazer um hackathon na sua startup é importante?

Começar um negócio não é uma tarefa simples, especialmente com os níveis de competitividade que existem no mercado.

É preciso estar sempre acompanhando as transformações tecnológicas, propondo soluções criativas, buscando novas maneiras de resolver os problemas da organização ou de seus clientes.

Neste contexto, nas últimas décadas, as empresas vêm conseguindo equilibrar a necessidade de inovação e a rapidez com que os conceitos são elaborados e testados. E o fator que tem uma boa parcela de responsabilidade nesse avanço é a prática do famoso hackathon.

Ainda não conhece o método? Então fique ligado que no post de hoje vamos explicar porque fazer um hackathon é importante para sua startup. Acompanhe!

O que é Hackathon?

Hackathon são eventos realizados em prol do desenvolvimento de algum projeto, por meio da troca de ideias e trabalho de vários profissionais. Eles podem se estender por 24 horas, dias, meses, ou ser divididos em etapas de desafios. Porém, o mais comum é que tenham curta duração.

O método começou a ser utilizado no Canadá, no final dos anos 90, recebendo esse nome devido a fusão dos termos hacker e marathon.

Tratam-se de reuniões com um ar menos convencional. Em geral, combinam um público relativamente jovem com muito energético e comidas que podem ser consumidas ao mesmo tempo em que o trabalho é feito.

A princípio, tal prática se limitava à matéria de softwares. Os programadores se reuniam para criação de recursos tecnológicos, aprimoramento de plataformas, etc. Mas, aos poucos, outras áreas de conhecimento passaram a integrar as maratonas.

Esse formato tem o poder de aumentar a integração entre os desenvolvedores. Apesar de ser um ambiente mais descontraído, projetos de grande relevância surgem desse meio.

Todos os hackathons têm o mesmo objetivo?

Não. Embora eles tenham surgido em um nicho específico. A metodologia vem sendo praticada em outros setores como engajamento em causas sociais, questões políticas e segurança pública, entre outros.

Veja a seguir algumas das modalidades de destaque:

Hackathon corporativo

Os hackathons corporativos podem ter uma abordagem voltada para o ambiente interno de uma organização, na tentativa de melhorar os seus sistemas e processos de produção. Também podem ser criados para aperfeiçoar os produtos.

Hackathon governamental

São aqueles realizados no intuito de solucionar problemas sociais ou recrutar a colaboração de entidades privadas.

Embora classificada como governamental, a iniciativa de promover essa espécie de maratona pode partir da própria sociedade, como é o caso das instituições de ensino.

Não há limitação de temas nessa modalidade. Portanto, podemos encontrar hackathons sobre transportes, educação, saúde, etc.

Hackathon tecnológico

É a categoria que deu origem a todas as demais e, assim, é a mais popular entre as maratonas.

Nela, os talentos se reúnem para a criação de softwares e ferramentas digitais em geral. Existem, ainda, aqueles promovidos para agregar conhecimento aos programadores e designers.

Hackathons de recrutamento

Encontrar profissionais qualificados não é uma missão tão simples para as empresas de tecnologia.

Nesse sentido, realizar um hackathon em busca de novos talentos é uma ótima maneira de testar os futuros colaboradores.

Nos eventos, são colocadas situações de problemas, a fim de que os candidatos mostrem suas habilidades e a capacidade de trabalhar sob pressão.

Por que fazer um hackathon?

Os benefícios que eles trazem a uma empresa não são poucos, por isso, mostraremos alguns deles:

Estimulo à criatividade

Os hackathons têm grande potencial para instigar novas ideias. Isso porque, não são restritos aos funcionários da empresa. Pelo contrário, eles são abertos a participantes de todas as partes do mundo.

É com a diversidade que a criatividade floresce. Cada indivíduo tem o seu ponto de vista, uma maneira de agir ao solucionar problemas.

Especialmente, aqueles que não estão imersos à rotina da empresa, têm uma visão amplificada para identificar falhas com maior facilidade e dar novas nuances ao processo de criação.

Os candidatos são divididos em times que competem entre si pela melhor solução, em resposta ao problema apresentado. Em um curto espaço de tempo, as maratonas funcionam como oxigenadoras de inovações.

Teste de produtos e conceitos

Antes de transformar um conceito em ações ou, ainda, lançar um produto no mercado, testar a sua viabilidade pode significar economia de tempo, dinheiro e esforços.

Assim, um ponto interessante de um hackathon é que tudo acontece de forma bem dinâmica e, praticamente, instantânea. Ao mesmo tempo em que os programadores estão avaliando um produto, já surgem propostas do que deve mudar.

Branding

Dentre as utilidades de um hackathon, podemos citar o fortalecimento da marca. Talvez o objetivo da empresa ao realizar um evento como esse seja desenvolver algo capaz de gerar valor para um público específico, que, nesse caso, são os desenvolvedores.

A finalidade principal é fazer com que profissionais talentosos notem a marca e se sintam instigados a trabalhar com ela.

Desenvolvimento de projetos inovadores

Inovar não se traduz unicamente em criar algo inédito ou um produto revolucionário. A proposição de mudança em projetos já existentes também é muito bem-vinda.

O hackathon é interessante, por exemplo, para quem já possuiu sua plataforma ou aplicativo construído. Contudo, se algumas funcionalidades fossem acrescentadas, potencializaria a satisfação e o número de usuários.

É uma forma de elevar os níveis criativos e de aproveitamento de recursos.

A título de exemplo, podemos citar o Facebook. Foi em uma de suas maratonas que surgiu o famoso botão “Like”.

Mashups

Uma estratégia bem inteligente e eficiente é unir forças com aquilo que complementa você.

Por que gastar tempo e recursos tentando desenvolver um projeto adicional, se é possível aproveitar dois ou mais serviços e lapidar a experiência da sua obra?

Quem nunca viu serviços de armazenamento de nuvens serem associados a outros aplicativos? Eles são um exemplo clássico de como a fusão de duas ideias já prontas podem trabalhar em conjunto e terem sucesso.

Identificação de talentos

Os hackathons são como um celeiro de grandes talentos. Por envolver, em sua maioria, um público jovem, não é comum encontrar profissionais altamente qualificados, com muitas experiências a compartilhar.

Mas isso não prejudica o resultado final das criações. Ao contrário, os jovens se adaptam com mais facilidade às mudanças, captam rapidamente o espírito da empresa, têm a mente cheia de ideais e são capazes de transformá-las rapidamente em modelo de negócio.

Por esse motivo, a promoção desse tipo de evento é uma ótima forma de identificar e engajar talentos de alto nível.

Independente de qual seja a meta a ser alcançada, os hackathons combinam perfeitamente com as empresas de tecnologia. Em um curto prazo, eles ampliam a geração de oportunidades de negócio. Além de estimular o espírito de equipe e favorecer o reconhecimento de diferentes soluções técnicas e, consequentemente, alcançar melhores resultados.

Entendeu agora porque fazer um hackathon trará muitas vantagens para sua startup? Assine a nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos para a contabilidade do seu negócio!

Comentários