O mundo do empreendedorismo e das startups oferece várias oportunidades para crescer e conquistar espaço no mercado. Com uma visão inovadora, é possível criar um bom produto, resolver as dores dos clientes e ter bom retorno financeiro.

O Software as a Service (SaaS) é uma forma de disponibilizar softwares e outras soluções tecnológicas por meio da Internet e é uma grande tendência atual. Eles são executados nos servidores das empresas desenvolvedoras e facilitam o acesso dos clientes.

Toda startup que atua nesse ramo enfrenta vários desafios para aprimorar os seus produtos e atrair cada vez mais consumidores. Nessas horas, é fundamental conhecer o conceito de Product Market Fit, saber reconhecê-lo e aplicar práticas para alcançá-lo.

Entretanto, alguns empreendedores ainda não o conhecem ou têm dúvidas sobre esse assunto. Fizemos este post para acabar com todos os seus questionamentos sobre o tema. Confira a seguir.

Product Market Fit: o que é isso?

As definições podem variar de acordo com a fonte que você está lendo, porém, Product Market Fit, é o momento em que as pessoas ou empresas demonstram interesse em seu serviço e estão dispostas a pagar pelo acesso. Além do mais, é fundamental que eles utilizem o produto com frequência e sintam melhorias em suas rotinas.

Por exemplo, você realizou cinco vendas em um mês. Após algum tempo, você entra em contato com os clientes para escutar o feedback da sua solução. Se ele é positivo e demonstra que o produto é um “must have”, ou seja, os consumidores não conseguem mais trabalhar sem ele, você está no caminho certo.

Lembre-se que não é válido considerar parentes ou pessoas com algum grau de convivência próxima à equipe da startup. É necessário que as vendas tenham sido realizadas naturalmente, que os clientes tenham encontrado a sua empresa no mercado, seja buscando na Internet ou pela indicação de outros usuários.

Por que as empresas SaaS devem se preocupar com isso?

É perceptível que o sucesso de uma empresa não pode ser alcançado sem o Product Market Fit. Ele informa quando a gestão tem um ambiente economicamente sustentável e que pode ser escalado e expandido no mercado.

Dessa forma, esse conceito deve estar presente dentro dos primeiros momentos da criação de uma solução SaaS. Todos os setores da startup precisam trabalhar em conjunto para entender as dores dos clientes e oferecer produtos inovadores e que as solucionam com eficiência.

Como o mercado passa por constantes mudanças, é essencial acompanhar essa tendência e ficar antenado com as alterações nas demandas e o surgimento de novos concorrentes.

Infelizmente, alguns gestores priorizam o produto para depois encontrar um nicho de interesse no mercado. Essa é uma atitude equivocada, pois deixa o Product Market Fit de lado. Desta forma, pense primeiro nas necessidades dos clientes e veja como a sua solução pode ser útil para tal.

Como identificá-lo?

A pressão por melhores resultados e a falta de conhecimento e jogo de cintura para lidar com situações empresariais pode tirar a noite de sono de muitos empreendedores. E todas essas situações atrapalham o desempenho de um gestor que deseja garantir o crescimento estruturado da empresa.

Saber quando o Product Market Fit foi alcançado é essencial para tomar decisões eficientes e não colocar em risco o sucesso do negócio. Portanto, veja, abaixo, como identificar essas situações:

Facilidade em fazer novas vendas

O objetivo de toda empresa é realizar muitas vendas, não é mesmo? Para que isso aconteça, é necessário ter boa receptividade no mercado e oferecer um produto de qualidade.

As gestões que já alcançaram o Product Market Fit não enfrentam barreiras para fechar negociações e atrair cada vez mais consumidores. É impossível dizer que vender um produto é uma atitude fácil e que não exige muito esforço, porém, nessas situações, elas acontecem com naturalidade.

Algumas startups têm problemas para alcançar esse estágio. Cada caso deve ser analisado separadamente, porém, isso é muito normal. Encontrar o nicho certo de clientes demanda tempo, várias tentativas e até mesmo um pouco de sorte.

Baixa taxa de churn

A taxa de churn está relacionada a porcentagem de clientes que abandonam os seus serviços com o passar do tempo. Em outras palavras, ela é a taxa de rejeição ou cancelamento de assinaturas e renovações.

No início das atividades, pode ser um desafio mantê-la baixa, mas, ao encontrar os clientes certos, ela tende a reduzir naturalmente.

Renovações facilitadas

Muitas soluções SaaS são vendidas e precisam ser renovadas com o passar do tempo. Após o primeiro mês de vendas, você precisa analisar como os usuários se sentem em relação ao seu produto.

Quando eles estão satisfeitos, provavelmente, vão renovar o contrato ou pagar o boleto do mês seguinte. Se isso acontece, o Product Market Fit foi alcançado. Entretanto, não se desespere caso isso não seja a sua realidade.

Entenda o que provocou essas situações e veja como é possível melhorar a qualidade do seu produto.

Reações espontâneas favoráveis do público

Os indicadores de desempenho são ótimos para a análise do sucesso da gestão. Porém, um feedback positivo e espontâneo eleva a moral de qualquer empresa. Quando você recebe elogios de seus clientes naturalmente, existem fortes indícios de que o Product Market Fit foi alcançado.

Na maioria dos casos, os consumidores já sentem problemas para realizar alguma atividade e estão em busca de uma solução. Se a chegada do seu software representa uma melhoria dos processos e o aumento de produtividade, todos os envolvidos ficam satisfeitos.

O que fazer para atingir o Product Market Fit?

A rotina de uma startup é muito corrida e atarefada. Desse modo, deve-se ter muito foco e atenção para alcançar os objetivos estipulados. Alcançar o Product Market Fit pode parecer um trabalho complicado. Mas isso pode ser mais tranquilo do que você imagina.

O diálogo com os clientes é fundamental nessas horas. Uma boa conversa realizada pessoalmente resolve a maioria dos problemas. Saiba escutar o que eles têm a dizer e veja como a sua solução pode ajudá-los.

Não tenha medo de errar também. Defina os nichos de clientes que você acredita que podem ser interessantes para o negócio. Nunca se limite apenas a um tipo de persona e diversifique as suas alternativas.

Faça isso até encontrar uma parcela do mercado que adora a sua solução e que está disposta a pagar por ela.

Gostou do nosso post? Quer aprender mais sobre dicas direcionadas para SaaS? Então descubra no artigo “Como empresas SaaS podem reduzir o churn sem muita dor de cabeça?”.

Comentários