Quem se preocupa com o sucesso de uma empresa tem a obrigação de acompanhar seus relatórios contábeis. As informações destes documentos revelam se a saúde financeira do negócio está em dia, reunindo dados de maneira organizada, segura e confiável.

O sucesso de uma organização depende de diversos fatores. A diretoria pode apostar todas as fichas em uma boa equipe de atendimento, desenvolvimento de produtos, marketing e RH. No entanto, se não estiverem atentos às questões financeiras, podem colocar tudo a perder.

Se você sabe disso e sente que precisa elaborar relatórios de modo mais claro, conciso e objetivo, este artigo foi feito para você. Acompanhe nosso material e descubra como transformar a contabilidade em uma área estratégica para a gestão.

Relatórios contábeis: o que são e qual a sua importância para a empresa?

Relatórios contábeis são documentos técnicos que descrevem todos os dados colhidos pelo setor de contabilidade de uma empresa. Registros como custos, despesas, recebimentos e impostos devem compor essas informações.

A periodicidade costuma ser mensal, trimestral ou anual e deve variar de acordo com as políticas da empresa. No entanto, é altamente recomendável que os documentos sejam digitalizados para serem acessados com agilidade, sempre que necessário. Além de garantir que fiquem conservados e imunes às ações do tempo.

Garantir a confiabilidade das informações depende de uma série de fatores, e um deles é escolher o profissional que vai reunir esses dados, avaliar, interpretar e redigir o relatório. O assunto deve ser levado a sério: qualquer erro pode ser fatal para as finanças da empresa. Da mesma forma que a eficiência na realização dessa tarefa pode garantir estratégias para o crescimento do negócio.

Quais os tipos de relatórios contábeis existentes?

Existem dois tipos de relatórios contábeis:

  • relatórios obrigatórios;
  • não obrigatórios.

Conheça as características específicas de cada um.

Relatórios obrigatórios

Também chamados de Demonstrações Financeiras, são exigidos por lei. Seus principais documentos são:

Relatórios não obrigatórios

Embora os relatórios não obrigatórios não sejam exigidos por lei, representam um papel crucial para o processo de tomada de decisões. As informações relacionadas nesses documentos podem nortear os principais investimentos de um negócio. São eles:

  • Demonstrativo do Fluxo de Caixa (DFC);
  • Demonstrativo do Valor Adicionado (DVA).

Fique atento: o DFC passa a ser obrigatório para sociedades de capital aberto ou com mais de 2 milhões de reais em patrimônio líquido.

Conhecendo mais sobre alguns relatórios

Para que você fique ainda mais informado a respeito dos relatórios contábeis, selecionamos alguns para explicar de maneira um pouco mais aprofundada. Por meio deles, você pode agir estrategicamente buscando por investidores, contribuindo para a expansão das operações.

Demonstração do Resultado do Exercício

Evidencia o resultado líquido após confrontar custos, receitas e despesas, partindo do regime de competência como princípio.

O DRE é um complemento do Demonstrativo do Fluxo de Caixa: enquanto o DFC se resume a refletir as movimentações, o DRE buscar evidenciar lucros e prejuízos, considerando resultados operacionais e não operacionais.

Demonstração das Origens e Aplicações de Recursos

Esse demonstrativo também serve para que a empresa veja as transformações financeiras que ocorreram em um determinado período e são fundamentais para a captação de financiamentos, uma vez que, como o próprio nome revela, demonstra a origem e aplicações dos recursos.

Balanço Patrimonial

O Balanço Patrimonial envolve o ativo e o passivo da escrituração contábil. Seu principal objetivo é revelar o patrimônio líquido resultado da subtração do ativo pelo passivo.

Assim, o grupo de ativos envolve:

  • disponibilidades apuradas em caixa e nas contas de banco;
  • recebíveis em curto e longo prazos;
  • bens móveis e imóveis;
  • ativos intangíveis, como softwares.

O passivo trata-se de contas a pagar e demais obrigações.

Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido

A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido evidencia as alterações do patrimônio líquido, exibindo elementos como:

  • ganho de lucro;
  • ocorrência de prejuízo;
  • valorização de ativos;
  • desvalorização de ativos.

O DMPL é considerado o relatório mais completo para que o gestor acompanhe o andamento do patrimônio líquido do negócio. Empresas como startups devem manter esse documento sempre atualizado e em mãos para a captação de investidores.

Demonstração de Lucros ou Prejuízos Acumulados

Também conhecido como DLPA, utiliza os dados do Balanço Patrimonial e da Demonstração do Resultado do Exercício para revelar a aplicação do lucro líquido desses relatórios, com o objetivo de evidenciar detalhes das operações e explicar a real situação do patrimônio da empresa.

Ele é amplamente utilizado para avaliar a viabilidade econômica em investimentos como compra de novos equipamentos, contratação de mão-de-obra e expansão do negócio.

Considerado como uma parte do DMPL, explicado anteriormente, também serve para calcular e revelar onde os lucros da empresa serão aplicados.destino que os lucros da empresa terão entre a adição ou saída.

Quais os erros mais comuns?

Alguns erros podem diminuir a confiabilidade dos relatórios contábeis. Um deles, bastante comum, é deixar de realizar o provisionamento de valores. Quando uma conta não é provisionada, fica de fora do balancete, afetando a autenticidade das informações do relatório.

Valores recebidos e pagos devem ser provisionados. O objetivo principal é que as irregularidades possam ser visualizadas em balancetes e relatórios.

Como elaborar bons relatório?

Elaborar um relatório contábil exigido por lei depende do conhecimento do contador, tanto sobre a parte burocrática quanto sobre a estratégica, compreendendo as questões econômicas da empresa e do mercado em geral.

Para evitar erros, o mais indicado é contar com um bom software de gestão financeira aliado aos serviços terceirizados de uma empresa de contabilidade. Inclusive, é possível contratar um fornecedor especializado no segmento do negócio, como a Syhus, preparada para atender organizações no segmento da tecnologia e startups.

Integrar a praticidade das plataformas de gestão com o conhecimento direcionado é garantir não só a saúde financeira da empresa, como também a segurança em relação à legislação vigente.

Lembre-se sempre de que quando o assunto são os relatórios contábeis, o trabalho deve ser feito com perfeição. Esses demonstrativos têm um papel fundamental para que a administração de um empreendimento seja realizada dentro dos parâmetros exigidos por lei, além de contribuir diretamente para o sucesso do negócio.

A Syhus é uma empresa de contabilidade que tem como objetivo principal contribuir com o seu negócio de maneira estratégica, tornando suas operações cada vez mais eficientes. Entre em contato conosco e conheça mais sobre os nossos serviços.

Comentários