Criatura mítica e sem uma origem definida, o unicórnio incorpora diversos significados, sendo considerado um troféu por caçadores em contos e lendas. As startups unicórnio, termo criado pela investidora Aileen Lee em 2013, também representam isso. Ou seja, são empresas únicas, raras e de altíssimo valor de mercado.

É verdade que elas hoje já não são tão poucas assim, mas de qualquer forma, ainda compõem um seleto grupo de empreendimentos ousados e que prosperaram rapidamente. Hoje, toda startup em fase inicial de operações almeja fazer parte desse ainda reduzido clube, que embora em crescimento, tem critérios de admissão extremamente exigentes.

Conheça, então, algumas das empresas unicórnio no Brasil e no mundo, quais características elas têm em comum e o que fizeram para chegar lá.

As características das startups unicórnio

Welcome To The Unicorn Club: Learning From Billion-Dollar Startups, esse é o título do artigo escrito por Aileen Lee, que por isso é considerada a criadora do conceito. De acordo com Lee, que é também fundadora da empresa de investimento-anjo Cowboy Ventures, um unicórnio apresenta uma característica básica: ter valor de mercado de US$1 bilhão antes mesmo de abrir capital na bolsa de valores.

Ou seja, não vale ter chegado a essa cifra depois da Oferta Pública Inicial (IPO). Faz sentido, afinal, esse é o recurso que empresas já consolidadas encontram para ampliar seu patrimônio. Ao abrir capital, ela diz ao mercado que aceita todo tipo de investidor, que, por sua vez, conta com a reputação da empresa para assegurar o retorno do seu investimento.

Assim sendo, é um feito extraordinário alcançar um valuation bilionário sem a necessidade de abrir capital na bolsa de valores. Para isso, as empresas unicórnio apresentam características que as tornam altamente escaláveis e lucrativas. São elas:

Inovação

Startups, em geral, são empresas com forte viés inovador, dedicando-se em sua maioria a explorar nichos de mercado desconhecidos ou subatendidos. Normalmente, elas inovam ao oferecer serviços de alta abrangência, mas de pouco interesse para empresas do establishment, ou seja, já renomadas.

O perfil inovador, não raro, leva as startups a desenvolver conceitos, produtos e serviços disruptivos. Nesse caso, não se trata apenas de melhorar algo que já existe, mas de criar um modelo de negócios totalmente inédito e sem precedentes.

Posição de vantagem

A capacidade que certas startups têm para gerar soluções para problemas de massa ainda não identificados as coloca em situação extremamente vantajosa. Seria mais ou menos como descobrir uma maneira de vender água no deserto. Portanto, elas conseguem criar serviços/produtos pelos quais as pessoas enxergam valor e não preço.

Esse é, na verdade, o grande impulsionador que leva essas empresas a chegar tão rápido ao valor de mercado na faixa dos bilhões. Como são negócios praticamente sem concorrentes, elas contam com mercados muito vastos e, por isso, de altíssima absorção.

Valor de mercado

Já sabemos que para ser uma startup unicórnio é imprescindível chegar ao valor de mercado de, no mínimo, US$1 bilhão. Esse valor, segundo Aileen Lee, pode ser estipulado por investidores públicos ou privados. Na condição de investidora, ela sabe bem do que está falando e por que uma startup que chega a essa cifra merece destaque.

fale com um especialista syhusPowered by Rock Convert

Foco no cliente

Não há empresa que alcance um público amplo sem que seus serviços/mercadorias sejam orientadas para satisfazer as necessidades dos clientes. Assim sendo, não há resultados bilionários sem a permanente disposição para resolver o problema de muita gente, certo?

Isso significa que, antes de atingir o patamar de unicórnio, essas startups trabalharam duro para superar as próprias limitações e desenvolver soluções em larga escala. Como se vê, trata-se de um desafio que não pode ser vencido sem o apoio da tecnologia, da qual falamos no tópico a seguir.

Investimento em tecnologia

Você pode até ver uma startup unicórnio explorando um serviço já conhecido, mas certamente isso não será feito sem a retaguarda da tecnologia. Materializado pela aplicação de conceitos como Internet das Coisas, Big Data, Machine Learning, entre outros, o avanço dessas empresas torna-se assim muito mais escalável. Significa que elas deram o “pulo do gato”, encontrando na tecnologia respostas a demandas que, de outra forma, jamais seriam sequer imaginadas.

Unicórnios 100% brasileiros

Embora o termo unicórnio tenha sido criado tomando como referência empresas estrangeiras, o Brasil já pode se orgulhar de ter empresas nesse grupo distinto. Conheça suas trajetórias, segmentos de atuação e outros dados dos unicórnios tupiniquins.

Nubank

Uma das primeiras fintechs brasileiras a alcançarem valor acima de US$1 bilhão foi a Nubank, especializada em serviços financeiros. Sua proposta desde a fundação, em 2013, era oferecer o que os bancos tradicionais ofereciam, mas com muito mais simplicidade e transparência. Hoje ela está avaliada em US$4 bilhões e não para de inovar. Prova disso é a recente parceria com o programa de milhagens Smiles, a primeira desse tipo em toda a história empresarial brasileira.

99 Táxi

Fundada em 2012 por Renato Freitas, Paulo Veras e Ariel Lambrecht, a 99 Táxi fez, no Brasil, algo muito parecido com o que fez o Uber em escala global. Ou seja, por meio de um aplicativo, eles conectaram taxistas com passageiros. O posto de unicórnio veio em 2018, depois que a empresa Didi Chuxing, da China, comprou o app por US$1 bilhão.

Stone

Outra fintech brasileira que chegou ao clube das startups unicórnio é a Stone, especializada em soluções de pagamentos na forma da popular maquininha. Hoje a empresa vale mais de US$6 bilhões, valor de mercado alcançado depois da IPO lançada em outubro de 2018.

Startups unicórnio estrangeiras

As empresas brasileiras não chegaram ao posto de unicórnios sem uma boa dose de inspiração e referências estrangeiras sólidas. Não por acaso, a primeira dessas empresas é justamente o Google, que ao lado do Facebook são os dois únicos “super unicórnios” em suas respectivas décadas.

Como exemplos de unicórnios icônicos, podemos destacar:

  • Uber;
  • Xiaomi;
  • Airbnb;
  • We Work;
  • Unity;
  • Transferwise;
  • Wish.

Então, ficou totalmente claro para você o que são as startups unicórnio e o que torna essas empresas tão poderosas? Tome-as como exemplo a seguir, trabalhe duro, cuide da gestão e seu negócio terá tudo para chegar onde elas chegaram!

Tem alguma empresa que gostaria de destacar e que tenha ficado de fora da lista? Deixe um comentário e enriqueça o conteúdo!

fale com um especialista syhusPowered by Rock Convert

Comentários