Não é novidade que, por mais que o Brasil tenha uma importante economia e esteja entre os países mais fortes do mundo no aspecto financeiro, estamos propensos a crises e períodos de instabilidade. Dessa forma, saber como a inflação afeta as empresas pode ser muito importante, especialmente para as iniciantes, como as startups.

Infelizmente, várias lideranças organizacionais não estão preparadas para encarar esse tipo de situação da forma adequada, o que pode acabar afetando de modo negativo o desempenho individual e coletivo na empresa. Neste post, daremos alguns exemplos de como a inflação afeta as empresa. Confira!

Nas contas básicas

Luz, água, telefone e gás estão entre as principais contas a terem reajustes de acordo com a oscilação da inflação., principalmente com sua elevação, obviamente. O fato é que reajustes para baixo não são comuns, principalmente se a deflação mostra-se não ser duradoura.

É recomendado monitorar o consumo, se possível implementando políticas de redução, devido ao fato desse tipo de despesa afetar uma parte do orçamento de qualquer empresa. No caso da conta de luz, por exemplo, por mais que haja uma queda na taxa em razão dos menores índices de inflação, são acrescentadas tarifas nessa conta, de acordo com as bandeiras tarifárias.

No aluguel

Caso a sua empresa esteja localizada em um local alugado, fique atento, pois existe o IGP-M — índice que regula anualmente os reajustes nos contratos de locação. Devido ao fato de o indicador ter tido resultados negativos no último ano, existe a possibilidade de conseguir uma diminuição, mesmo que pequena, ou pelo menos a manutenção do valor.

A verdade é que o empreendedor deve acompanhar o índice de inflação para ter argumentos durante a negociação e não concordar com um reajuste contrário ao que o mercado utiliza. Caso a proposta não agrade, com a informação em mãos nada mais justo que procurar uma alternativa, desde que uma mudança de localização não afete os negócios.

Nas compras

Juntamente com as vendas, sobre as quais ainda falaremos, as compras são a área da empresa que mais sofre os efeitos da inflação — e aquela na qual isso acontece de modo mais rápido.

Por mais que aqui se utilize o mesmo raciocínio dos reajustes das contas básicas (em menor velocidade para diminuição nos preços), é importante monitorar o mercado em busca de oportunidades.

Caso você não dependa de somente um fornecedor — o que é o recomendado —, é possível utilizar a seu favor os números na negociação com seus parceiros atuais ou mesmo na escolha de novos. Afinal de contas, quando a inflação está elevada, esse é um argumento usado por eles.

No bem-estar dos funcionários

Não é apenas nas empresas que a inflação elevada prejudica a saúde financeira. Além dos gestores, o setor de RH deve ter atenção a esse quadro, pois a vida dos colaboradores também pode ser impactada de modo negativo, já que todos necessitam de recursos financeiros para atender às suas necessidades e anseios.

É essencial que os funcionários possam se organizar para ficarem com suas contas em dia, poupar uma parte de seus salários e até mesmo determinar novos objetivos de investimento, conforme seus objetivos. Um colaborador cheio de dívidas, obviamente, não apresentará uma boa performance, por mais que tenha talentos extraordinários.

Banner Infográfico A Jornada da Startup
fale com um especialista syhus

Nas despesas com o pessoal

Nessa questão, as despesas oscilam para baixo e para cima, tanto na alta quanto na queda da inflação. Se ela aumenta, os salários devem ser reajustados em um percentual mais elevado para restituir a redução no poder aquisitivo dos trabalhadores. Porém, com a inflação em baixa, o crescimento no faturamento geralmente exige novas contratações para conseguir dar conta das demandas maiores.

Nos empréstimos

Os impactos da inflação para startups englobam a dificuldade em ter acesso ao crédito. Não somente devido ao fato de que os bancos tendem a colocar um limite aos valores, mas também porque seus gastos ficam mais elevados. Geralmente, os clientes são afetados com as altas taxas de juros e prazos reduzidos para financiamentos e empréstimos.

Apesar de ser um ponto óbvio, nem por isso o empresário pode deixá-lo de lado. Em vez disso, é preciso ter atenção aos melhores períodos para fazer um empréstimo para a organização. Períodos de inflação em alta são péssimos para contratar crédito, tendo em vista que as taxas tendem a acompanhar essa evolução.

Em contrapartida, esse indicador não é permanente quando o assunto são os juros, que têm muito mais ligação com a oscilação da Taxa Selic.

Nos custos de fabricação de um produto

A inflação alta eleva os custos da fabricação dos produtos, tendo em vista que o gestor também deverá pagar mais para os prestadores de serviço, para os fornecedores e assim por diante. Todavia, é comum que não sejam repassadas todas as elevações de custos para os clientes.

Isso deve ser feito de modo ponderado e racional, caso contrário o cliente pode acabar procurando concorrentes que não aumentaram os preços de acordo com a inflação. Um ótimo exemplo seria o que acontece com as carnes: se a carne bovina fica bem mais cara, as pessoas geralmente passam a comprar carne de porco ou frango.

Nas vendas

Caso você seja dono de um comércio, os reflexos da oscilação nos índices de inflação atingem primeiro o seu negócio — positiva ou negativamente. Se o indicador está elevado, o consumidor recua, controla os seus gastos e seu faturamento fica estagnado.

Porém, quando existe uma deflação que se sustenta a longo prazo, os impactos são contrários. Nesse cenário, é necessário se preparar para suprir uma elevação na demanda. Essa dica é válida também para prestadores de serviços e empresas industriais.

Caso a queda de preços persista, é essencial aumentar a sua capacidade de atender ao que o mercado anseia, o que de forma invariável exige investimentos em materiais e recursos humanos.

Por fim, agora que você sabe como a inflação afeta as empresas, também é importante conhecer a inflação dos setores e saber como enfrentá-la. Como podemos ver, os impactos da inflação nas organizações são muito variáveis, mas podem ser manobrados de modo inteligente se os gestores estiverem preparados para encarar cenários desfavoráveis.

Viu como a inflação afeta as empresas? Este post foi útil para você? Então, aproveite para compartilhá-lo em suas redes sociais e deixar seus amigos bem informados também!

fale com um especialista syhus

Comentários