Chega um momento em toda companhia que o empreendedor precisa tomar algumas decisões para garantir a saúde e a longevidade das operações. Em relação a isso, foi feita uma pesquisa com 2 mil donos de pequenos negócios. Ela mostrou que essa categoria de empreendedores não fingem ter todas as respostas, mas buscam entender a importância de alguns cargos estratégicos para a empresa. Eles contam com o apoio de uma forte rede de familiares, assessores e mentores, incluindo um assessor contábil e financeiro, o que pode ser o segredo do sucesso.

Desses 2 mil, 1/3 dos empreendedores de sucesso responderam que procuraram por conselhos desses assessores, comparado com apenas 14% das pessoas que disseram que comandavam empresas que tiveram de ser fechadas. Essa estatística reitera a importância de contratar a equipe certa para garantir o sucesso do seu negócio.

Dito isso, vamos mostrar alguns cargos que são essenciais no meio do processo de crescimento de uma empresa. A contratação do funcionário certo nessas áreas tornará a vida de todos os líderes de negócios mais fácil. Confira!

1. O Diretor Financeiro (CFO)

O funcionário responsável pelas finanças deve executar o papel do Diretor de Desempenho. Ele é o único que é capaz de juntar os pontos entre os clientes, as receitas e os principais indicadores do progresso financeiro do negócio. O CFO conecta números com a estratégia.

Uma liderança certa pode fazer a diferença em uma companhia. Pensar nesse tipo de investimento é uma maneira interessante de avaliar o crescimento de uma empresa. Afinal, quando falamos sobre expansão, geralmente pensamos em novos mercados, ou novos produtos e serviços. Nós raramente discutimos o impacto que mudanças sutis podem trazer para um negócio.

Ter um profissional concentrado nos números permite que o empreendedor foque na construção da companhia e nos pontos fortes dela.

2. O Diretor de Marketing (CMO)

O responsável pelo marketing vai definir o tom da sua companhia, encontrar a base de cliente e construir em cima disso. Apesar dos avanços na tecnologia, na automação e na análise de dados, o trabalho do profissional de marketing ainda deve ser humano, de conexão com o cliente.

Quanto mais você agrega à experiência, mais chances tem de que os seus clientes se apaixonem por você.

Esse equilíbrio entre entender o cliente e automatizar os processos de marketing é complexo, mas extremamente importante para todas as empresas em crescimento. As companhias vivem e morrem pela sua reputação, e é responsabilidade do funcionário de marketing moldá-la de forma que o seu mercado-alvo escolha o seu produto ou serviço.

3. O Diretor de Operações (COO)

O COO é um executivo sênior que tem a missão de fazer a supervisão das funções operacionais e administrativas da rotina de uma companhia. O diretor de operações geralmente se reporta diretamente ao CEO (diretor executivo), sendo considerado o segundo na cadeia de comando.

Dependendo da preferência do diretor executivo — que conheceremos no próximo tópico —, o COO normalmente cuida de assuntos internos da empresa, já o CEO cuida de todas as comunicações voltadas para o exterior da organização. O COO pode realizar funções diversas, de acordo com o tipo de organização e também das atribuições do diretor executivo.

O fato é que algumas empresas ainda não contam com esse cargo. Por mais que tenha muitas atribuições, geralmente o COO tem a função de comunicar aos funcionários as decisões estratégicas e fazer a implementação das orientações, além de fiscalizar e nivelar as condutas para conquistar as metas e os objetivos desejados.

4. O Diretor Executivo (CEO)

O Diretor Executivo é o mais sênior da companhia, Ele tem a função de realizar a gestão de uma empresa. Os CEOs comandam vários tipos de organizações, incluindo corporações privadas e públicas, organizações sem fins lucrativos e até mesmo algumas organizações governamentais.

fale com um especialista syhus

O diretor executivo de uma empresa normalmente se reporta ao conselho de administração e é responsável por aumentar o valor da corporação, o que pode incluir elevar o valor das receitas, ações, participação de mercado ou outros fatores. O profissional deve ter certas características para ser um grande líder. É preciso ter um portfólio que combine as aptidões técnicas, operacionais e financeiras.

5. O Diretor-Chefe de Tecnologia (CTO)

O CTO é o executivo que tem a função de suprir as necessidades tecnológicas de uma companhia, assim como cuidar da pesquisa e do desenvolvimento. Esse profissional é também conhecido como Diretor Técnico, que averigua as necessidades de curto e longo prazo de uma companhia e faz uso do seu capital para realizar investimentos direcionados a ajudá-la a conquistar seus objetivos.

O diretor-chefe de tecnologia normalmente se reporta diretamente ao diretor executivo (CEO) da organização. Esse cargo é a posição executiva de mais alta tecnologia em uma companhia e comanda o setor de engenharia ou tecnologia. O profissional desenvolve políticas e processos, além de utilizar a tecnologia para aperfeiçoar serviços e produtos que se concentram em clientes externos.

6. O Diretor de TI (CIO)

O Diretor de TI é o executivo da organização responsável pela gestão, implementação e utilização de tecnologias de informação e informática. A sua responsabilidade aumentou em popularidade e importância, devido ao fato de a tecnologia ampliar e remodelar os departamentos de uma forma global.

O CIO faz uma análise de como várias tecnologias são vantajosas para a empresa ou otimizam um processo de negócios e, então, constitui um sistema para conseguir esse benefício.

O diretor de TI cuida de alguns assuntos, como a criação de um site que possibilite que a organização conquiste mais clientes ou realize a integração de um novo software de inventário, para auxiliar em uma melhor gestão.

7. O Diretor de Receita (CRO)

Ter uma pessoa que o trabalho é focar nas vendas, no crescimento, na aquisição de consumidores e em manter o cenário da companhia completo com clientes prospectados é vital para uma empresa atingir e superar as metas.

Um bom CRO também vai examinar a estratégia por trás da venda. Ele vai avaliar onde você vende atualmente, onde deve vender e a maneira como fecha um negócio, ganha eficiência, escala e velocidade.

O maior erro que um pequeno empreendedor pode cometer no começo de uma empresa é não pensar em como ele vai vender e fechar negócios. Um fluxo de caixa saudável, que é gerado pelas vendas, é essencial para a sobrevivência de uma companhia.

Isso é sinal de que muitos dos pequenos empreendedores focam no produto. Um florista, por exemplo, preocupa-se com quais flores ele precisa pedir e como vai criar os arranjos. Isso é importante, mas não é o único aspecto.

Pequenas empresas devem dar atenção aos números de vendas. Vender é a parte fundamental de um negócio. Muitas pessoas no mundo dos negócios podem gastar dinheiro, mas a arte em comandar uma empresa é fazer dinheiro. Ter uma pessoa talentosa encarregada das vendas vai fazer você se estabelecer como um negócio forte.

Em companhias com líderes técnicos, o papel do CMO, CRO, COO, CEO, CTO, CIO e CFO é muito importante. Contratar profissionais para trabalhar em alguns cargos da empresa, em áreas nas quais você não é tão forte, faz com que você faça uma melhor administração e te dá o poder de realizar uma pausa quando for necessário. Essas posições estratégicas se relacionam e precisam estar em alinhamento com a cultura das empresas para que elas busquem os melhores caminhos. Para onde queremos ir já sabemos, a pergunta essencial é: como gostaríamos de chegar até lá?

Curtiu nosso post sobre cargos para a empresa? Ele foi útil para você? Então, assine agora mesmo nossa newsletter e receba nossas atualizações em sua caixa de entrada!

fale com um especialista syhus

Comentários