A maioria dos gestores concordaria que realizar um planejamento estratégico é importante e muito necessário, para que as empresas cresçam e concorram no mercado com eficiência.

De maneira geral, ele ajuda a aumentar a eficiência operacional, a participação no mercado e a lucratividade do negócio.

No longo prazo, o planejamento torna o negócio muito mais sustentável, pois leva em consideração as oportunidades, tendências e ameaças potenciais que podem afetá-lo.

Ele é fundamental para todas as empresas, independentemente do porte e do ramo. É um processo para descobrir para onde sua empresa está indo e como chegar lá.

Para ajudar gestores de empresas a compreender melhor o assunto, preparamos este guia em que você verá:

  • o que é planejamento estratégico e sua importância;
  • qual o seu objetivo;
  • quais são as etapas;
  • como estruturas as metas;
  • como aplicar o planejamento estratégico nas empresas;
  • quais são os benefícios do planejamento estratégico para sua empresa.

Boa leitura!

O que é o planejamento estratégico e qual a sua importância?

Ele é um conjunto de ações e decisões tomadas pela administração, por meio da governança corporativa, levando ao desenvolvimento de estratégias específicas para o alcance dos objetivos.

Além disso, é um tipo de documento que estabelece um direcionamento para a organização, avaliando onde ela se encontra no mercado e para onde deseja ir.

Dessa forma, é possível estabelecer a missão, visão, valores, objetivos de longo prazo e planos que serão implementados para alcançá-los.

Quando bem estruturado, o planejamento estratégico desempenha uma função essencial no crescimento e sucesso da empresa, pois diz ao gestor e a seus colaboradores o melhor meio de reagir aos desafios e também às oportunidades.

O conceito de planejamento estratégico se concentra na integração de vários setores da empresa, como contabilidade, pesquisa e desenvolvimento, produção, marketing, sistemas de informação e gestão, para atingir os objetivos da organização.

É um processo contínuo, que permite que as organizações se adaptem a um ambiente dinâmico e às mudanças.

Além disso, coordena recursos financeiros com recursos não financeiros, o ambiente interno da empresa com o ambiente externo e os planejamentos de curto prazo com planos de longo prazo.

Qual objetivo do planejamento estratégico na empresa?

O planejamento estratégico como um processo sistemático, ajuda a organização a definir uma objetivos para o seu futuro e a determinar o melhor modo de alcançá-lo. Seu objetivo principal é conectar três áreas principais:

  • missão: definir o propósito do seu negócio;
  • visão: descrever o que a empresa deseja alcançar;
  • plano: delinear como deseja atingir seus objetivos finais.

Um dos objetivos de criar um planejamento estratégico na empresa é poder ajudá-la a se adaptar às mudanças frequentes do mercado no qual está inserida. Além disso, ele ajuda a sinalizar choques internos e externos em potencial e preparar o negócio para ser mais eficaz na adaptação.

De forma geral, os objetivos do planejamento estratégico em uma empresa são orientar e reorientá-la focando em melhores resultados, fundamentado em análises realizadas anteriormente, as atuais e também projeções para o futuro do negócio.

Quais são as etapas de um planejamento estratégico?

O planejamento estratégico é dividido em algumas etapas essenciais para sua eficiência. Veja!

1. Avaliação do ambiente

Nessa primeira fase, é analisado o cenário em que se encontra a sua empresa, ou ao qual pretende pertencer, no caso de novas organizações. Ou seja, a essência da fase inicial é fazer um diagnóstico do mercado, tanto do ambiente interno quanto do externo.

É importante ressaltar a importância de uma “Análise SWOT“, nesse primeiro momento, pois ela é uma grande aliada nesse diagnóstico (vamos explicar mais sobre ela um pouco mais adiante no texto).

No contexto interno, é necessário avaliar quais são os pontos fortes que podem ser alcançados e capitalizados no seu negócio. E não se esqueça dos pontos fracos, ou seja, das limitações que devem ser superadas em qualquer ambiente, como processos financeiros ou de recursos humanos.

Externamente, é preciso entender como as oportunidades e ameaças impactam o andamento do seu negócio, tanto no presente quanto no futuro. Aí é o momento de levar em consideração aspectos políticos, sociais e econômicos durante a análise.

2. Elaboração da estratégia

Após coletar todos os dados e informações necessários, é o momento de elaborar a estratégia a ser utilizada. É aí que você inicia o plano estratégico do seu negócio.

Este é constituído por quatro elementos principais: visão, missão, objetivos e metas, além de um plano de ação e também a frequência com que será atualizado e revisado o planejamento estratégico. É definido com os colaboradores o que será utilizado na criação do plano estratégico.

É importante ressaltar que, ao definir objetivos e metas para o negócio, é preciso escolher os que sejam realmente mensuráveis e realistas, para, pelo menos, um a dois anos. Além disso, é discutido de que forma essas metas serão monitoradas e mensuradas.

Um ótimo exemplo é: se você estabelece uma meta de aumentar suas vendas em 20% no ano seguinte, é possível fazer esse acompanhamento mensurando os números de venda. Lembrando que é muito importante possuir um plano de ação, a fim de conquistar essas metas.

Caso sua empresa esteja tentando aumentar suas vendas, é viável inserir mais estratégias de marketing e alcance em redes sociais, em seu plano de ação. Caso esse planejamento não ajude na conquista dos objetivos, ele deverá ser refeito.

3. Desenvolvimento do plano de ação

Não há mudança sem ação e não há meta alcançada sem colocar o plano em prática. Essa etapa do planejamento estratégico parece trivial, mas na verdade não é. Nesse momento, saímos da fase de decisão e passamos para a fase operacional. Aqui, obviamente, é fundamental ter preparado:

  • o organograma da empresa;
  • a organização de pessoal;
  • a alocação de recursos;
  • as funções e deveres estabelecidos.

Após a formulação de uma estratégia, a empresa deve estabelecer metas ou objetivos específicos relacionados à sua implementação, alocando recursos para a execução.

O sucesso da fase de implementação é diretamente ligado à capacidade dos líderes de áreas e de squads em comunicar claramente a estratégia escolhida.

A implementação eficaz da estratégia envolve o desenvolvimento de uma estrutura sólida, a maximização do uso de recursos relevantes e o redirecionamento dos esforços de marketing de acordo com as metas e objetivos.

4. Envolvimento das pessoas

A verdade é que o planejamento estratégico de sucesso exige um envolvimento significativo entre os gestores, seus colaboradores e os fornecedores da empresa. Agora é o momento de envolver e engajar todos eles no processo.

Lembre-se: quanto mais engajados eles estiverem com o planejamento estratégico, mais compreenderão as estratégias estabelecidas e ajudarão a chegar ao objetivo final.

5. Revisão e atualização do planejamento

Além de todos os processos acima, é muito importante realizar a atualização e a revisão do planejamento. Para isso, é preciso definir um responsável pela missão e também a frequência com que ele será revisado e atualizado.

A verdade é que as metas, os objetivos, os valores e o mercado no qual a empresa está inserida mudam com o passar do tempo. Logo, é extremamente necessário estar periodicamente revisando e atualizando o planejamento estratégico, a fim de chegar ao resultado esperado.

Como estruturar as metas?

Com o intuito de estruturar as metas e objetivos da organização, existem alguns métodos muito eficientes. Confira alguns deles.

Método SMART

A verdade é que as metas estão inseridas em todos os aspectos do negócio e viabilizam um senso de motivação e direção, bem como um objetivo muito mais claro. Ao definir metas, a empresa está escolhendo um alvo a ser almejado.

O método SMART é utilizado para ajudar a orientar o estabelecimento de metas. Lembrando que SMART é a sigla para Específico, Mensurável, Alcançável, Realista e Oportuno.

Essa metodologia incorpora todos esses critérios para ajudar a concentrar seus esforços e aumentar as chances de atingir sua meta.

É muito comum as empresas ficarem diante do fracasso por definirem metas muito vagas ou impossíveis de serem alcançadas, por exemplo: “Nossa empresa deseja aumentar os lucros”. Percebe que esse objetivo ficou bastante vago e sem um direcionamento mais específico?

O método SMART te conduz ao sucesso, fazendo com que as metas sejam realistas, mensuráveis e mais específicas. Ele dá um impulso no momento de colocar os planos em prática, fornece direcionamento ao negócio e favorece a organização e o alcance dos objetivos.

Método OKR

Esse tipo de metodologia trata-se de uma estrutura de pensamento crítico para a definição de metas, que ajuda as empresas a alinhá-las e garantir que todos estejam trabalhando de forma colaborativa, naquilo que realmente importa.

O OKR pode ser implementado usando planilhas ou, mais comumente, um software especializado.

SWOT

A análise SWOT é uma das principais metodologias utilizadas pela empresa para avaliar ambientes e ter insights importantes sobre os negócios.

O termo vem do inglês e pode ser aplicado para identificar os pontos fortes e fracos da sua organização, moldando a análise ao ambiente interno.

Para completar o diagnóstico, é possível identificar oportunidades e evitar ameaças que podem impactar o crescimento do seu negócio. Em outras palavras, essa perspectiva inclui também o ambiente externo.

fale com um especialista syhus

Por essa razão, é uma ferramenta muito poderosa. Pode-se dizer que é fundamental para o desenvolvimento do planejamento estratégico.

KPIs

KPIs, ou Indicadores-Chave de Performance, são de suma importância para entender como sua empresa está se saindo. Assim, essas métricas representam o desempenho da empresa.

Acompanhar os KPIs ajuda a entender a saúde financeira da organização. Eles representam onde seu negócio está e quais números está atingindo diariamente para que tudo continue funcionando,

É muito importante ressaltar que esses indicadores-chave não são iguais para todos os tipos de empresa nem estáticos — eles variam com o passar do tempo. Primeiramente, é preciso entender as demandas do negócio, a fim de determinar a melhor estratégia para acompanhá-lo.

Golden Circle

Esse conceito, que significa círculo dourado, em português, é um ótimo método para ajudar no planejamento estratégico, focando em como uma empresa pode se destacar diante de concorrentes semelhantes.

O Golden Circle realiza a análise dos negócios de acordo com o que as empresas fazem, como o fazem e por quê. É uma metodologia bem simples e que tem um impacto muito positivo nas empresas que a utilizam, maximizando o seu sucesso no mercado.

Aplicando esse método, o sucesso de uma empresa se resume aos motivos de ela fazer o que faz: à crença e ao senso de propósito. Isso não é muito diferente daquilo que o pessoal de marketing conhece há anos — marcas e produtos têm mais sucesso quando envolvem emoção.

Quais as dicas para colocar em prática o planejamento estratégico?

Agora que você sabe o que é, como funciona e quais as etapas de um planejamento estratégico, é muito importante saber como aplicá-lo na prática. Veja estas dicas que trouxemos para você!

Elabore um plano de ação e determine sua duração

Para formular a estratégia de sua empresa, é possível utilizar também a metodologia SWOT. Como já vimos no tópico anterior, ela ajuda na análise da comparação dos pontos fortes e fracos da organização e das ameaças e oportunidades do mercado.

Lembre-se de estabelecer um conjunto de ações, responsabilidades e tempo necessário para implementar as estratégias. Faça planejamentos de curto e longo prazo.

Além disso, estabeleça indicadores para saber se as estratégias implementadas estão surtindo o efeito desejado. Por exemplo, pesquisas com colaboradores e clientes.

Envolva sua equipe de trabalho

Visualize com sua equipe o estado futuro desejado da empresa. Lembre-se de que a visão e as estratégias do planejamento estratégico devem ser:

  1. formuladas por líderes;
  2. compartilhadas com a equipe;
  3. amplas e detalhadas, sem generalidades, especificando o quê, como, quando e por quê;

Os gestores e líderes devem ser positivos e encorajadores, motivando todos a crescer. Uma visão verdadeiramente compartilhada deve nascer das visões pessoais de todos os membros da equipe.

Leve em consideração a possibilidade de ouvir todos os seus colaboradores ou pelo menos os que você considera essenciais em cada setor.

A diversidade de opiniões pode ser uma grande aliada nesse momento, já que podem ajudar a identificar diferentes pontos de vistas para a identificação de desafios e de possíveis soluções.

Ao mesmo tempo, esse processo pode ser altamente motivador para seus funcionários, pois eles perceberão que sua experiência e conhecimento são levados em consideração nas decisões da empresa.

Quando os objetivos e metas são compartilhados entre os colaboradores, qualquer que seja sua posição, o impacto no ambiente de trabalho é perceptível.

Esse arranjo gera uma consciência coletiva. E o comprometimento dos envolvidos é muito maior do que nas empresas em que a abordagem estratégica é discutida apenas no nível gerencial.

Alinhe seu capital humano com a estratégia

Uma prática fundamental para o sucesso não só na fase do planejamento, mas também na execução da estratégia de sua empresa, é justamente o alinhamento com os esforços de seu talento humano.

Para conseguir essa sincronia na participação de cada um dos cargos e em todos os níveis, é importante mapear e definir as competências fundamentais para cada um deles, focando nos objetivos da empresa.

O próximo passo é realizar um planejamento das ações que vão ser tomadas. Por meio delas, ajude os seus colaboradores a desenvolver e conhecer de forma eficaz as suas responsabilidades, os objetivos da organização e o potencial que eles têm dentro da empresa, a fim de avançar em seu plano de carreira e agregar mais valor à estratégia.

Quais são os benefícios do planejamento estratégico para sua empresa?

O fato é que o planejamento estratégico traz muitos benefícios para sua empresa. Veja abaixo os principais.

Equipes de trabalho altamente eficientes

Um dos benefícios mais significativos do planejamento estratégico, apoiado na gestão estratégica, é que ele ensina os colaboradores a funcionar como uma equipe altamente eficaz, participando da construção e do suporte ao plano estratégico.

Dessa forma, o fato de envolver cada membro da equipe no planejamento reforça o compromisso com o cumprimento das metas e objetivos da organização. Isso permite que o desempenho individual e do grupo seja maximizado, o que, por sua vez, aumenta sua eficácia e a responsabilidade nos processos.

Além disso, o aumento do diálogo e da comunicação em todas as fases do processo de planejamento fortalece o senso de eficiência e importância dos funcionários para o sucesso geral da empresa.

Por esse motivo, é importante que a organização descentralize o processo de planejamento estratégico, envolvendo gestores e funcionários em toda a organização.

Estrutura para comunicação interna

Outro grande benefício do planejamento estratégico é viabilizar a criação de uma estrutura de comunicação interna. Por meio de uma comunicação eficaz, as diferenças são negociadas e os interesses alinhados, para chegar a um consenso.

A comunicação é crucial para o sucesso do processo de planejamento estratégico. Ele é iniciado por meio da participação e do diálogo entre gestores e colaboradores, o que demonstra o comprometimento com o alcance dos objetivos organizacionais.

A comunicação interna eficaz garante que os membros da organização trabalhem de forma colaborativa, a fim de atingir os objetivos estratégicos definidos. O fato é que a comunicação é fundamental para o sucesso do processo de planejamento estratégico.

Inicia-se por meio da participação e do diálogo entre gestores e colaboradores, o que demonstra o comprometimento com o alcance dos objetivos organizacionais. Isso é possível porque eles sabem exatamente os planos e os objetivos da empresa, bem como os motivos envolvidos.

Como resultado, tanto funcionários quanto gestores tendem a se tornar mais inovadores e criativos, o que favorece ainda mais o crescimento da empresa.

Além disso, isso ajuda a desenvolver uma cultura coesa e oferece as ferramentas necessárias para a tomada de decisões corretas e alinhadas com os objetivos da organização.

Otimização do processo de tomada de decisão

O processo de planejamento estratégico envolve a tomada de decisões complexas. Essa acaba sendo uma grande oportunidade para as empresas otimizarem seus processos de tomada de decisão. O planejamento envolve colaboradores com diferentes perfis e responsabilidades dentro da empresa.

Logo, um dos benefícios do planejamento estratégico é que ele se torna uma oportunidade de reunir a organização em torno das metas de negócios e otimizar a forma como as decisões são tomadas.

Melhor uso de tempo e recursos

Todas as organizações são limitadas com relação a tempo, recursos financeiros e recursos humanos. O planejamento estratégico pode determinar a melhor maneira de fazer uso desses recursos.

Nessa perspectiva, todas as despesas da organização são avaliadas, a fim de determinar como elas contribuirão para o alcance dos resultados almejados. Cada prática deve ter um plano estratégico que flui de sua cultura e visão.

Otimização do relacionamento entre a empresa e o mercado

Como o processo é de natureza analítica, durante o estudo da organização e do ambiente em que ela opera, você passa a conhecer mais de perto a sua concorrência.

Você também pode pensar em maneiras de superá-la e criar uma vantagem competitiva. É uma atitude extremamente saudável para quem possui ou dirige um negócio.

Além disso, ao identificar as mudanças do mercado a cada novo planejamento estratégico, você garante o crescimento constante e a empresa amadurece. A verdade é que esse é o caminho a percorrer.

Aumentar a participação no mercado e a lucratividade

Ao elaborar e adotar um plano estratégico eficiente, as organizações podem obter insights valiosos sobre as tendências de mercado, segmentos de consumidores, comportamento e padrões de compra.

Com uma abordagem bem planejada e direcionada, uma intenção estratégica clara pode ser canalizada para os esforços de vendas e marketing, levando a uma maior possibilidade de aumentar a lucratividade e a participação no mercado da empresa.

Como vimos, o planejamento estratégico é essencial para uma organização, pois fornece um senso de direção e descreve objetivos mensuráveis.

Além disso, é uma ferramenta útil para orientar as decisões do dia a dia da empresa e também para avaliar o progresso e as abordagens de mudança, conforme o negócio avança.

Lembrando que, para obter o máximo do planejamento estratégico, sua empresa deve refletir sobre os objetivos estratégicos estabelecidos e, em seguida, apoiá-los com referências realistas e mensuráveis ​​para avaliar os resultados.

Curtiu nosso guia? Se deseja ler mais conteúdos como este, siga agora mesmo nossas redes sociais! Nós estamos no Facebook, Instagram e LinkedIn!

fale com um especialista syhus

Comentários