Um negócio em expansão requer recursos para que o empreendedor possa realizar as otimizações necessárias. Essa verba pode ser conquistada a partir de capital próprio dos sócios ou por meio da captação de investimentos externos.

Para que isso seja possível, é preciso oferecer mais do que uma boa ideia ou um produto atraente. A empresa precisa se provar rentável no longo prazo e demonstrar a sua capacidade de alcançar a escalabilidade.

Além disso, a gestão do negócio deve ser impecável e o empreendedor deve ter planos claros para a alocação dos valores acumulados. Por isso, neste artigo vamos discutir quais são as iniciativas que devem ser adotadas para que a sua empresa receba esse tipo de aporte. Confira!

Qual é a importância da organização da empresa?

A gestão de um negócio é uma atividade que requer acompanhamento constante para garantir o seu sucesso. Os empreendedores que dedicam tempo e recursos para conhecer a sua área de atuação, público e concorrentes ampliam as suas chances de sucesso.

Contudo, para atrair o olhar de investidores é preciso provar mais do que o potencial das suas ideias e a sua capacidade de inovar. Em primeiro lugar, é necessário conhecer o modelo de negócio e a expectativa de crescimento.

Em seguida, há a compreensão sobre a oportunidade que a empresa representa e o seu valor para potenciais investidores. Sem conhecer a realidade do negócio e do mercado não é possível dar esse passo.

Portanto, foque na organização do negócio desde as decisões estratégicas até as rotinas operacionais para identificar gargalos e falhas. Somente após encontrar soluções para esses problemas é que o empreendedor deve decidir qual é o próximo passo.

Como preparar a empresa para a captação de investimento?

Captar investimentos nada mais é do que demonstrar, de forma confiável, que a sua ideia ou empresa tem um bom potencial de retorno. Conquistar essa avaliação positiva é o que faz a diferença entre alavancar o processo ou permanecer estagnado.

Por isso, é importante entender quais aspectos são atrativos para os investidores e quais fatores representam garantias para superar esse desafio.

Identifique o momento ideal para captar investimentos

O processo de captação de investimentos é uma jornada que tem como primeiro passo a reflexão sobre a real necessidade de recursos financeiros. Nesse quesito, não existe uma resposta pronta que se aplica a todos os casos, por isso o empreendedor deve buscar o melhor momento para recorrer a essa alternativa.

Essa é uma decisão séria, que vai repercutir na empresa pelos próximos anos ou, até mesmo, décadas, portanto, deve ser encarada com rigor. Para chegar a essa conclusão é importante entender qual é o propósito desse dinheiro. Se a empresa tem um alto indicador de endividamento e problemas financeiros, talvez essa não seja a melhor solução.

Agora, se a empresa já atingiu o amadurecimento da operação e o produto tem receptividade no mercado, pode ser o momento de dar esse passo. Portanto, considere elementos como:

fale com um especialista syhus

Todas essas informações ajudam a traçar um retrato claro da organização e entender se o investimento será utilizado para solucionar problemas pontuais ou para refinar um processo que já tem potencial para ser bem-sucedido.

Escolha investidores compatíveis com a empresa

Muitas vezes, o aporte não representa somente a inserção de recursos. Por isso, é essencial entender que tipo de investidor pode trazer mais benefícios. Listamos algumas modalidades que já são bem conhecidas no mundo das startups:

  • Investidor Anjo — essa é a modalidade de investimento que combina a disponibilização de recursos e o apoio intelectual para ajudar o negócio a crescer. Esse tipo de investidor tem um papel ativo, pois oferece a sua experiência e conhecimentos em troca de uma participação societária minoritária;
  • Seed Money — esse capital semente, conforme a tradução em português, descreve uma aplicação que acontece ainda na fase embrionária, ou seja, antes da criação da solução ou produto. Esse modelo ajuda a equilibrar as finanças quando o volume de vendas ainda não é suficiente para sustentar a operação;
  • Venture Capital — essa é uma modalidade de investimento mais agressiva devido ao risco e quantias elevadas. Além de ter uma participação nos lucros, esses investidores também fazem parte do processo decisório;
  • Private Equity — o interesse desses investidores é adquirir empresas e, com isso, conquistar uma fatia maior do mercado. Em contrapartida, oferecem uma gestão profissional, o que leva a um grande crescimento.

Conhecer as vantagens e desvantagens de cada tipo de investimento ajuda a tornar a tomada de decisão mais consciente sobre os resultados esperados, as obrigações e os vínculos criados.

Faça uma apresentação cativante

Esse é o famoso pitch e o potencial investidor é o seu interlocutor. Essa é uma figura que tem interesse em conhecer a sua empresa, ideias e produtos. Portanto, faz sentido apresentar esse contexto logo no início.

Porém, estamos falando de uma aplicação financeira e, como tal, a avaliação dos riscos desempenha um papel importante. Saiba que esse questionamento faz parte do processo e ajuda a criar uma relação de transparência.

O seu objetivo é comunicar de forma clara e concisa, explicando quais cenários a empresa pode vir a enfrentar e quais são os planos para contornar essa situação. Fornecer também dados sobre as finanças, um relatório sobre o fluxo de caixa e o nível de endividamento são as principais fontes de informação para a tomada de decisão.

Por fim, esteja preparado para responder aos questionamentos dos potenciais investidores, pois é necessário apresentar garantias quanto à performance da empresa e quanto ao retorno da aplicação.

Conheça os detalhes do contrato

Assessoramento jurídico é a palavra-chave para garantir que o acordo firmado é verdadeiramente benéfico. Se você não quer perder a identidade da empresa ou ceder parte do seu poder decisório, então o apoio de profissionais especializados é essencial.

Essa recomendação também vale para os assuntos financeiros, para os quais é necessário contratar uma consultoria contábil especializada. Saber como o seu negócio vai se sair em uma situação de crise, qual é o prazo de recuperação e a capacidade de gerar rentabilidade são questões que o empreendedor precisa conhecer detalhadamente.

Por fim, a captação de investimento pode ser a solução que faltava para ajudar o negócio a crescer e criar valor para os clientes. Nesse cenário, o apoio de instituições com expertise na área pode ser a solução que você precisa.

Essa é a solução que nós fornecemos para os nossos clientes. Um atendimento completo desde a formalização da empresa até o acompanhamento mensal. Tudo isso ajuda a começar corretamente e preparar a startup para crescer.

Acesse o site para falar com um dos nossos especialistas e agendar uma conversa para conhecer mais sobre os nossos serviços.

fale com um especialista syhus

Comentários