Você sabia que, na era da nova economia, o foco das organizações modernas deixou de ser apenas produtos e passou a ser as pessoas?

É em torno deles que os processos de otimização e inovação convergem, pois eles são os principais agentes de transformação e geração de oportunidades nesse novo contexto. Então, como desenvolver os funcionários?

A verdade é que o cenário volátil dos novos tempos requer muito mais do que tecnologia: é necessário ter flexibilidade, propósito e adoção de valores sustentáveis e de bem-estar dentro dos ambientes de trabalho.

Somente dessa forma as empresas podem se adaptar às mudanças constantes de modo a atender não só as necessidades dos clientes, mas também de seus colaboradores.

No texto de hoje, conversaremos sobre o papel do Recursos Humanos nos novos tempos. Para isso, vamos apresentar algumas dicas sobre como desenvolver os funcionários para a nova economia. Além disso, mostraremos também as principais competências que novo mercado exige.

Como desenvolver os funcionários

Uma situação comum em diversas empresas é a percepção de que o funcionário se sente pressionado com o peso das coisas que ele precisa desempenhar em seu dia a dia e do que precisa aprender.

Isso acontece bastante em ambientes tecnológicos, onde as equipes são enxutas e requerem uma certa demanda de aprendizagem.

Nesse tipo de situação, é importante que o funcionário não perca a noção de para onde deve ir e onde quer chegar, profissionalmente e pessoalmente.

É papel do RH e do corpo diretivo ter empatia, aceitar que essa é uma realidade da nova economia e conduzir os colaboradores à superação desses desafios.

É preciso acompanhar os colaboradores em seu desenvolvimento de forma flexível e versátil para se adaptar aos problemas que podem surgir no percurso.

A chave para isso é desenvolver, de forma saudável, novos conhecimentos, soft skills e uma postura com foco no crescimento integral dos funcionários e da organização. Continue a leitura para conhecer algumas dicas!

Dicas para desenvolver os funcionários

O setor de recursos humanos precisa acompanhar os colaboradores durante todo o caminho de crescimento, inclusive de forma comportamental. Muitas vezes são atitudes simples, mas que trazem um grande potencial de mudança pessoal e profissional.

A seguir, confira algumas sugestões de como auxiliar o desenvolvimento dos funcionários de forma saudável e eficiente.

Incentive a autonomia 

É preciso fazer o funcionário entender que, independentemente do cargo ou do departamento, ele é o CEO da própria vida.

Essa postura pessoal inclui o desenvolvimento autônomo de soft e hard skills e comportamentos interpessoais. Cabe a cada um gerenciar seu próprio trajeto a partir de um objetivo claro.

Ao RH e à empresa cabe auxiliar e dar espaço para as atitudes necessárias para o desenvolvimento dos colaboradores, com acompanhamento emocional, desenvolvimento de habilidades, escuta ativa e manutenção de um clima organizacional saudável.

É preciso encarar a situação de forma colaborativa. A empresa está ali para ajudar o funcionário a desenvolver habilidades, mas nada disso irá acontecer se ele não a perceber como uma oportunidade de crescimento.

Estimule algumas características essenciais para os novos tempos

Sabe qual é a principal moeda da era digital? O conhecimento.

Para fazer com que sua empresa tenha esse principal ativo, seus funcionários precisam nutrir algumas características indispensáveis no dia a dia, entre elas a curiosidade, o entusiasmo e o otimismo.

Essas habilidades são importantes devido à alta velocidade das transformações tecnológicas, de consumo e comportamento que, por si só, geram necessidade de novos conhecimentos técnicos por parte dos funcionários.

Se eles não forem curiosos, não aprenderão novas habilidades nem aproveitarão as oportunidades futuras.

Já o entusiasmo se torna necessário porque é preciso ser flexível e resiliente para aprender constantemente a partir de erros e acertos.

Nesse sentido, o otimismo também é uma característica indispensável para manter a motivação. Ao ver o contexto de forma clara, é possível ter uma visão mais positiva do futuro e focar no que realmente importa.

Características interpessoais como curiosidade, entusiasmo e otimismo podem ser simples, mas não são tão abundantes como a maioria das pessoas pensam.

Muitas pessoas precisam percorrer um bom caminho e mudar atitudes para desenvolvê-las em diferentes aspectos da vida.

No âmbito profissional, elas são de extrema importância para garantir o desenvolvimento individual do funcionário e também para fornecer um bom ambiente de trabalho.

Competências da nova economia 

Na nova economia, tanto as organizações quanto seus funcionários precisam ter propósito para construir produtos, soluções e serviços de forma colaborativa, e isso requer competências e habilidades bem diferentes daquelas presentes até então nas empresas tradicionais.

A cultura empreendedora baseada em conhecimento, a busca por inovação e a fluidez dessas novas organizações ditam a necessidade das novas competências.

Algumas delas são a autonomia para trilhar a própria carreira e estabelecer a rotina, assim como a flexibilidade, resiliência, curiosidade, ética e transparência.

Não para por aí, podem existir outras. É preciso que o RH mapeie as características ideais dos funcionários da empresa (como perfil comportamental), capture e retenha talentos com base nelas e em employee experience.

Ao longo do caminho, o desenvolvimento das competências ocorrerá de forma contínua e saudável.

Quanto aos cargos e funções, como o foco da nova economia são os serviços e as pessoas que os usam, é preciso ter uma gestão eficiente de recursos humanos e materiais.

A tendência é que eles sejam cada vez mais enxutos, tenham base na capacidade analítica para tomar decisões e sejam direcionados por dados para otimizar tempo.

Dessa forma, com o uso da tecnologia e de parceiros comprometidos com a organização, é possível priorizar o aspecto mais importante das relações comerciais: o aspecto humano.

Neste artigo, conversamos sobre como desenvolver os funcionários para a nova economia. Apresentamos algumas dicas que o setor de Recursos Humanos pode implantar para preparar os colaboradores e também apresentamos algumas competências necessárias para que você capture e retenha talentos de forma eficiente.

Gostou desse post? Então aproveita e me conta, quais assuntos você tem interesse em receber. Siga-nos nas nossas redes sociais: FacebookLinkedinYoutube e Instagram.

fale com um especialista syhus

Comentários